COTAÇÃO DE 16 A 18/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4540

VENDA: R$5,4540

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4700

VENDA: R$5,6130

EURO

COMPRA: R$6,3181

VENDA: R$6,3210

OURO NY

U$1.767,23

OURO BM&F (g)

R$309,68 (g)

BOVESPA

+1,29

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

exclusivo Negócios Negócios-destaque

Startup vai lançar uma linha inédita de café comestível

COMPARTILHE

O “café para comer” é associado a biscoito ou chocolate, mas o BitCoffee é 100% café - Crédito: Divulgação

A startup Cafene Innova vai lançar, em breve, uma linha inédita de café comestível. Feito a partir do grão 100% arábica produzido na cidade de Santo Antônio do Amparo, no Centro-Oeste de Minas Gerais, o produto vai chegar ao mercado sob a marca BitCoffee nos sabores espresso, cappuccino e café com leite, e promete revolucionar o famoso “cafezinho” nacional e internacionalmente.

Segundo o gerente de Novos Negócios da Cafene Innova, Alexandre Pregnaca, o produto é obtido a partir do processamento do grão 100% arábica premium, resultando em uma massa de café integral na qual estão preservadas as características de aroma e sabor, além da oferta nutricional.

PUBLICIDADE

“Normalmente, o ‘café para comer’ é associado a biscoito ou chocolate, mas o BitCoffee é 100% café. Para se ter uma ideia, conseguimos gerar uma massa que preserva 85% de todas as ofertas nutricionais do grão, diferentemente da bebida líquida, que retém até 90% em sua borra”, destacou.

O produto será lançado oficialmente na Alimentaria, feira bienal que acontecerá em Barcelona, em abril, e começará a ser vendido no mercado nacional imediatamente, primeiro em São Paulo, depois nas demais capitais. As outras cidades brasileiras terão a opção da compra pelo e-commerce. Além disso, a Cafene Innova já tem embarques negociados para Portugal e pretende fechar novos contratos na Espanha, durante a feira.

“Iniciaremos no food service, abastecendo hotéis, restaurantes e cafeterias e depois partiremos para o varejo. Já no mercado internacional, ingressaremos com pelo menos 30% do total produzido”, adiantou.

Para isso, a fábrica, localizada no Espírito Santo, vai processar 32 toneladas da massa de café por mês, o limite da capacidade operacional da unidade – que já conta com espaço para ser duplicada. A empresa também já planeja uma segunda planta no interior de São Paulo dentro de dois ou três anos.

“Ao todo, são utilizadas 4,5 toneladas de café 100% arábica de Minas Gerais mensalmente. Esse volume representa 13% dos insumos utilizados para a confecção do BitCoffee, entre outros cafés e demais ingredientes de acordo com os sabores”, explicou o gerente.

O produto chega ao mercado nas versões de 5 gramas individual e caixa de 30 gramas, com 10 cafés. E um creme de café deverá ser lançado logo em seguida. “Estamos no momento que os especialistas chamam da quarta onda do café, com o surgimento de novos hábitos de consumo do grão. Nossa intenção é ajudar na quebra deste paradigma, já que há quase 500 anos o café só é consumido na forma solúvel. Agora também é para comer”, ressaltou.

A Cafene Innova é uma extensão de negócio da Brascase Brasil, companhia que atua no mercado brasileiro e internacional desde 1987, especializada em importação e exportação e atua desde o final de 2018. A startup adquiriu a tecnologia para o café comestível e detém a patente do produto para os próximos 10 anos.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!