Anatel discutirá leilões de frequências
Crédito: Reprodução

Na liderança pelo desenvolvimento do 5G no Brasil, a TIM inaugurou mais um 5G Living Lab TIM. O projeto é pioneiro e tem como objetivo o desenvolvimento do ecossistema de soluções e experimentação da nova tecnologia em rede real. Em parceria com a Ericsson, a operadora ativou uma rede de quinta geração, operando na frequência de 3,5 GHz, no Instituto Nacional das Telecomunicações (Inatel), em Santa Rita do Sapucaí (Sul de Minas).

Essa é a segunda ativação – em fase de testes – 5G feita pela TIM no País, mediante licença específica da Anatel. A primeira foi em Florianópolis (SC), onde a operadora registrou velocidades superiores a 1Gbps.

A TIM optou por habilitar a rede 5G em parceria com instituições de ensino para promover o conhecimento e demonstrar o poder transformador dessa próxima onda tecnológica em um ambiente de troca inovador.

“Queremos ser pioneiros e protagonistas nos casos de uso do 5G, incentivando a criação de um ecossistema de soluções que acelere a adoção da tecnologia no País. Estamos engajados na busca de novas aplicações que ajudem a melhorar questões que impactam o dia a dia das empresas e das pessoas, como é o caso da Saúde, Educação e Segurança. Nosso DNA inovador contribuirá para oferecer sempre os melhores serviços para nossos clientes”, anuncia o CTIO da TIM Brasil, Leonardo Capdeville.

Em parceria com a TIM e a Ericsson, o Inatel já desenvolve projetos sobre as tecnologias 4G e NBIot em Santa Rita do Sapucaí.

“O pioneirismo das pesquisas do 5G no Brasil é uma das marcas do Inatel. Nossos pesquisadores desenvolvem soluções inéditas para o ecossistema 5G e este projeto agregará muito valor aos nossos programas institucionais. O foco é desenvolver soluções inteligentes para segurança, com aplicações de iluminação, monitoramento por vídeo e rastreamento de veículos, dentro do contexto de Internet das Coisas. As empresas e a instituição pretendem utilizar o 5G para implementar soluções de cidades inteligentes, criando uma rede com cobertura por todo o município, atendendo cerca de 42 mil habitantes. Ainda será possível instalar câmeras de segurança em todos os postes e implantar outras tecnologias, como soluções de identificação facial, estacionamento inteligente, entre outras”, afirma o diretor do Inatel, Carlos Nazareth.

“Pioneira na implementação do 5G em quatro continentes (2/3 das operações comerciais de 5G em funcionamento utilizam tecnologia Ericsson), mantemos um robusto plano de investimentos em pessoas, em infraestrutura e em parcerias com as operadoras, o governo, e com o mundo acadêmico para apoiar o desenvolvimento do Brasil e seu fortalecimento como polo de exportação de altíssima tecnologia por meio desta que é a revolução tecnológica mais importante dos tempos atuais”, diz o presidente da Ericsson para o Cone Sul da América Latina, Eduardo Ricotta. E acrescenta: “A Ericsson acredita que a tecnologia 5G será o principal fator de transformação econômica, competitividade e ganho de eficiência dos mais diferentes setores da economia na próxima década”.

As unidades do 5G Living Lab TIM são importantes no desenvolvimento de um ecossistema para experimentação da tecnologia com usuários reais em ambientes do dia a dia. Lá, os clientes finais, pesquisadores, empresas, startups e instituições públicas irão interagir para validar novos produtos, casos de uso, serviços e soluções em geral. (Da Redação)

Estado poderá oferecer soluções de vanguarda

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema, visitou, na última quinta-feira (5), Santa Rita do Sapucaí e Itajubá, no Sul de Minas, região considerada polo tecnológico do Estado. Pela manhã, acompanhado de lideranças locais, ele esteve no Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), em Santa Rita do Sapucaí, onde inaugurou a Casa 5G, fruto da parceria entre o Inatel, a TIM e a Ericsson. À tarde, Zema esteve na Universidade Federal de Itajubá (Unifei) e na Helibras, fabricante de helicópteros que emprega cerca de 540 pessoas.

Acompanhado do secretário de governo, Bilac Pinto, dos deputados estaduais Antônio Carlos Arantes, Dalmo Ribeiro, Duarte Bechir e Doutor Paulo e de lideranças locais, o governador inaugurou a Casa TIM 5G, em Santa Rita do Sapucaí. Minas é pioneiro na região Sudeste no experimento do sinal de 5ª geração e a tecnologia poderá trabalhar em prol do Estado, atraindo empresas que desenvolvem produtos e soluções.

Segundo o diretor do Inatel, professor Carlos Nazareth Motta Martins, com pesquisas em 5G podemos oferecer soluções de vanguarda para o País.

“Dentro desse cenário, de muito empenho e dedicação, a implantação das redes das redes 5G, em nossa cidade, pela TIM, com tecnologia Ericsson, torna-se um capítulo de muita relevância para as telecomunicações no Brasil”, avalia.

A parceria entre o Inatel, TIM e Ericsson é um marco para Minas Gerais, proporcionando mudanças significativas na Saúde, na Educação, no Agronegócio, na Segurança, no entretenimento e em games, por exemplo. O governador parabenizou as empresas pelo lançamento do 5G e ressaltou a importância da tecnologia para o desenvolvimento do Estado.

“Sei do potencial tanto para o setor privado quanto para o público e como ela pode ajudar na Educação, na Saúde e na Segurança Pública”. (Agência Minas)

Demonstrações da Casa TIM 5G

Saúde: atendimento médico baseado em imagem com luva tátil controlada remotamente. O paciente estará no ambiente da Casa TIM 5G e o médico fará o diagnóstico a partir do seu consultório;

Educação: aula a distância dada por um professor com soluções de comunicação unificada, utilizando um quadro interativo (Webex Board);

Segurança: demonstração de como seria um atendimento a um chamado de emergência em uma cidade inteligente, onde as câmeras estão conectadas e a tecnologia 5G permite acesso ao vivo dos pontos de monitoramento;

Indústria: a ABB marcará presença com o YuMi, primeiro robô colaborativo de dois braços do mundo. Programado para preparar e servir café, a ideia é demonstrar como a conectividade e a confiabilidade da rede 5G permitem acessar uma aplicação remotamente, com maior velocidade, além de exemplificar a precisão do robô;

Indústria 4.0: Com base em uma longa experiência no desenvolvimento do 3G, 4G e de tecnologias Wi-Fi, a Qualcomm lidera as invenções tecnológicas para tornar o 5G uma realidade comercial. A empresa irá demonstrar uma simulação de como o 5G revolucionará o cenário industrial. A demo compara dois cenários distintos de conectividade via Internet das Coisas (IoT): um com rede 4G e outro com 5G. No segundo, é possível ver os benefícios de uma comunicação, que permite que um robô seja controlado com baixa latência e, mais importante, com alta confiabilidade (99,9999%). Essa será a base para a implementação de diferentes soluções para o ambiente industrial;

Realidade Aumentada: utilização do 5G em um ambiente de indústria de manufatura (Smart Manufacturing) com realidade aumentada, em uma mesa de treinamento de operadores de chão de fábrica (com dinâmica de alarmes, tele sensor, tele monitoramento, esteira e braço mecânico);

Realidade virtual: câmeras inteligentes (Meraki) conectadas a óculos de realidade virtual que permitem visitas virtuais à ambientes na Casa e na própria Inatel;

Casa conectada: criação de um ambiente para visitação onde os eletrodomésticos são todos conectados, no conceito de Internet das Coisas (IoT). Além de explorar o pilar da casa conectada, a LG trouxe exclusivamente para o evento, aparelhos 5G já prontos para funcionar no Brasil, assim que a rede começar a operar. (Agência Minas)