Crédito: Freepik

Aguinaldo Diniz Filho*

A Associação Comercial e Empresarial de Minas – ACMinas acredita que no momento em que alguns indicadores sinalizam que o Brasil e Minas Gerais podem estar no início de uma nova onda de Covid-19, e que o governo acena a possibilidade de intensificar medidas restritivas, acreditamos que o momento é de intensificar as medidas protetivas.

Assim a entidade enviou a seus associados o estudo preparado pelo Conselho Empresarial de Saúde da ACMinas reforçando as medidas para preservar a saúde e evitar a propagação do vírus. A ACMinas está com a população no combate à Covid-19.

Sugestões do Conselho Empresarial de Saúde da Associação Comercial e Empresarial de Minas – ACMinas, presidido pela Dra. Isis Sant’Ana de Oliveira, para o Funcionamento das Atividades Essenciais

Disponibilizar na entrada do estabelecimento uma das maneiras de higienização das mãos (álcool em gel ou lavagem com água e sabão) e solicitar que todos os indivíduos o façam antes de entrar.

Aferição da temperatura dos clientes e em caso de detecção de febre não permitir a entrada e orientar a procurar o atendimento através dos canais indicados para o caso.

Supermercados e outros estabelecimentos que utilizem carrinhos devem deixar ao lado álcool para a higienização dos mesmos antes da utilização.

Controle de entrada de pessoas para garantir a distância mínima de 2m entre as mesmas dentro do estabelecimento.

Controle da fila de entrada e outras filas necessárias dentro do estabelecimento para que as pessoas mantenham a distância de segurança, pode ser feito através de marcação no chão indicando onde as pessoas devem aguardar.

Uso de máscara cirúrgica para todos os funcionários que devem ser trocadas a cada 4h ou antes em caso de umidade da mesma.

Higienização das superfícies utilizadas para o atendimento (balcões e outros) após cada cliente.

Higienização das mãos dos funcionários entre todos os atendimentos.

Manter distância mínima entre o profissional e o cliente de pelo menos 2m.

Orientar aos trabalhadores que mantenham os cabelos presos e que não usem bijuterias, relógios e outros adereços.

Em caso de funcionário com sintoma gripal encaminhar ao médico. No momento a orientação do Ministério da Saúde é de afastamento deste e de seus contactantes domiciliares por 15 dias. Conforme os testes forem sendo disponibilizados essa diretriz poderá ser mudada.

Funcionários do grupo de risco (maiores de 60 anos ou pacientes com comorbidades crônicas) devem permanecer em isolamento.

Reduzir a escala de funcionários caso seja necessário para manter o afastamento de pelo menos 2m entre eles.

Treinamento dos profissionais sobre a Covid, sobre a importância do protocolo de segurança e sobre as medidas que devem ser adotadas ao chegar em casa (deixar os sapatos do lado de fora e usar apenas um todos os dias, retirar a roupa na área de serviço e colocar para lavar imediatamente ou colocar em um saco plástico até a lavagem e tomar banho antes de ter contato com qualquer familiar, manter distância de segurança de familiares do grupo de risco).

Orientar os funcionários que utilizem o transporte público sobre os cuidados necessários dentro destes.

O ideal é que os funcionários levem uma muda de roupa para que troquem ao chegar ao trabalho após a higienização adequada para iniciar a jornada de trabalho.

Juntos venceremos o vírus!!!!

*Presidente da ACMinas aguinaldopresidencia@acminas.com