COTAÇÃO DE 22/06/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,9650

VENDA: R$4,9660

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,9570

VENDA: R$5,1130

EURO

COMPRA: R$5,9745

VENDA: R$5,9772

OURO NY

U$1.778,62

OURO BM&F (g)

R$286,53 (g)

BOVESPA

-0,38

POUPANÇA

0,2446%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Política

Estado pode conceder auxílio de R$ 500

COMPARTILHE

Emenda foi apresentada pelo deputado Agostinho Patrus | Crédito: Guilherme Bergamini / ALMG

O Estado de Minas Gerais pode dar um benefício mensal de R$ 500 a famílias em situação de extrema pobreza até o mês de agosto. Chamado de “Força Família”, o benefício consta em emenda ao projeto Projeto de Lei (PL) 2.442/21, o Recomeça Minas, em tramitação na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG). Ontem, o projeto recebeu outras 31 emendas que devem ser votadas hoje pela Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária.

O Recomeça Minas prevê incentivos fiscais para regularização de dívidas com o Estado e o direcionamento dos recursos recebidos nessas renegociações para a desoneração de setores mais afetados pela pandemia. Estima-se a arrecadação de R$ 2 bilhões com essas renegociações. A previsão da Assembleia é que o projeto esteja nas mãos do governador Romeu Zema para sanção ainda nesta semana.

PUBLICIDADE

A emenda do Força Família prevê a concessão do benefício de R$ 500 mensais às famílias com renda per capita de até R$ 89 por pessoa, ou seja, uma renda mensal de R$ 360. “A pobreza cresceu tanto em nosso Estado que são 1,08 milhão de famílias com renda de até R$ 360. São famílias que não conseguem comprar alimentação, pagar o botijão de gás, quitar a conta na venda da esquina, na pequena farmácia. Isso também ajuda ao comércio local das cidades. Sem dúvida, será uma cadeia do bem”, explicou o autor da emenda, o presidente da ALMG, deputado estadual Agostinho Patrus (PV).

Segundo Patrus, o benefício teria um impacto de R$ 500 milhões no Recomeça Minas, ou seja, ficaria com um quarto do valor. “É importante manter os empresários e os empregos, mas não podemos esquecer daqueles que estão passando fome, passando necessidades e que, em um momento de pandemia, ficam cada vez mais pobres e mais vulneráveis”.

Entre as 32 emendas apresentadas ontem em Plenário, cinco buscam beneficiar o setor de eventos e entretenimento, com propostas como redução de multas e juros em impostos e incentivos na forma de patrocínio pelo Estado. Elas foram propostas pelos deputados estaduais Tito Torres (PSDB), Cleitinho Azevedo (Cidadania) e Gustavo Mitre (PSC).

Duas emendas apresentadas pelo deputado Charles Santos (Republicanos) estipulam a redução em 50% do ICMS incidente sobre a tarifa de energia elétrica, beneficiando o comércio de material de construção e também as concessionárias e oficinas mecânicas. O deputado Celinho Sintrocel (PCdoB) incluiu nessa regra os sebos de livros, livrarias e editoras. Em todos os casos, o benefício previsto vale até 90 dias após o término da vigência do estado de calamidade.

Oxigênio hospitalar – A produção de oxigênio hospitalar também deve ser beneficiada. O deputado Antônio Carlos Arantes (PSDB) propôs a redução até zero da carga tributária em operação interna com energia elétrica destinada a atividades industriais para produção de oxigênio medicinal ou hospitalar, enquanto durar o estado de calamidade.

Já o deputado Neilando Pimenta (Pode) propôs a possibilidade de pagamento de dívidas por meio da entrega de imóveis ou do uso de precatórios. Ele também propõe que parte do valor arrecadado com o refis se destine a um fundo garantidor no BDMG para empréstimo, inclusive, a empresas endividadas.

Ainda sobre pagamento de dívidas, o deputado Duarte Bechir (PSD) apresentou emenda que prevê carência mínima de seis meses após o fim do estado de calamidade para as empresas pagarem empréstimos especiais junto ao Banco de Desenvolvimento Econômico de Minas Gerais (BDMG).

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!