COTAÇÃO DE 14/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2710

VENDA: R$5,2710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2700

VENDA: R$5,4330

EURO

COMPRA: R$6,3961

VENDA: R$6,3990

OURO NY

U$1.843,90

OURO BM&F (g)

R$311,62 (g)

BOVESPA

+0,97

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Política

Governo de Minas vai estender Onda Roxa até a Páscoa

Prolongamento das restrições, de acordo com secretário de Saúde, busca reduzir o avanço dos casos em Minas Gerais e a sobrecarga ao sistema de saúde

COMPARTILHE

Secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti | Crédito: Divulgação/Fhemig

O governo de Minas anunciou, no início da tarde desta quarta-feira, que irá estender a Onda Roxa no Estado até o domingo de Páscoa, dia 4 de abril. A decisão foi divulgada em coletiva de imprensa do secretário de Estado de Saúde, Fábio Baccheretti, de apresentação dos números da pandemia de Covid-19 na região. 

O prolongamento das restrições da Onda Roxa, de acordo com o secretário de Saúde, é uma tentativa de reduzir o avanço dos casos em Minas Gerais e a sobrecarga ao sistema de saúde. Isso porque os dados atuais apontam para um possível aumento do número de casos e óbitos no Estado nos próximos dias e semanas.

PUBLICIDADE

“Foi definido hoje, pela reunião do Minas Consciente, que  a Onda Roxa vai se prolongar até o domingo de Páscoa da semana que vem. Iremos prolongar os 15 dias já estabelecidos de Onda Roxa até o domingo de Páscoa para que a gente garanta então que essa incidência do Estado caia e a gente consiga garantir que menos pacientes fiquem esperando leitos dentro das nossas unidades pré-hospitalares”, destacou Baccheretti, que voltou a reforçar o pedido de colaboração por parte da população.

O secretário revelou que o número de casos de coronavírus em Minas vem crescendo de forma sistemática, assim como o de óbitos.

“Já ultrapassamos um milhão de casos e mais de 22 mil óbitos no Estado. É um número que lamento muito informar. Hoje são 374 óbitos e mais de 13 mil novos casos. Então são números recordes dentro da pandemia do Estado”, disse.

Medicamentos e oxigênio

A secretaria de Saúde mineira solicitou, recentemente, ao Ministério da Saúde fornecimento imediato de medicamentos, que não estavam vindo para o Estado devido a requisição administrativa feita pela pasta do governo federal de parte desses insumos.

Segundo Baccheretti, os remédios devem chegar até esta sexta-feira. “Foi nos comunicado que, até sexta-feira, todos os estados receberão esses medicamentos que foram requisitados para uma expectativa de consumo em 5 dias”, completou.

Quanto ao fornecimento de oxigênio, o Estado ressaltou que hoje o grande gargalo está na logística. O governo reforçou ainda que trabalha para abrir mais leitos.

Confira a coletiva:

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!