Crédito: Cocamar/FotosPúblicas

São Paulo – Os estoques de suco de laranja do Brasil terminarão a safra 2018/19 (julho/junho) em 224.518 toneladas do produto congelado e concentrado (FCOJ, na sigla em inglês), acima da previsão de 200.567 toneladas divulgada em fevereiro, de acordo com números divulgados ontem pela Associação Nacional dos Exportadores de Sucos Cítricos (CitrusBR).

Apesar do ajuste positivo, os estoques de suco de laranja do maior exportador global deverão cair 34,54% em comparação com a temporada passada, após um recuo na produção da fruta nas principais áreas citrícolas do País.

“É um pequeno ajuste na revisão, a exemplo do que fazemos todos os anos, sem que haja mudança na conjuntura”, disse o diretor-executivo da CitrusBR, Ibiapaba Netto.

Os dados foram apurados por auditoria independente em cada uma das empresas associadas à CitrusBR (Citrosuco, Cutrale e Louis Dreyfus Company) e, posteriormente, consolidados por uma auditoria externa.

Produção – A compilação das informações mostrou ainda que a estimativa total para a produção de suco de laranja no Cinturão Citrícola de São Paulo e Minas Gerais na safra 2018/2019 é de 875.169 toneladas (FCOJ equivalente), uma redução de 33,18% em relação à safra 2017/2018.

“Além de a safra ter sido substancialmente menor, também verificamos um rendimento industrial que não foi dos melhores”, comentou Netto. (Reuters)