A cafeicultura permanece como capital para bom desempenho do agronegócio mineiro | Crédito: Paulo Whitaker/Reuters

A safra recorde de grãos, aliada a maior produção de café e à valorização de preços, está contribuindo para que o Valor Bruto da Produção Agropecuária (VBP) de Minas Gerais cresça em 2020.

De acordo com os dados do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), a previsão para este ano, com base nos dados até julho, é de uma expansão de 18,1% no VBP, que está estimado em R$ 78,53 bilhões, ante os R$ 66,5 bilhões registrados em 2019. Para o Brasil, a previsão é de um VBP de R$ 742,4 bilhões, 10,1% acima do obtido no ano passado, que foi de R$ 674,2 bilhões.

Conforme os dados do Mapa, em grande parte, os números refletem o aumento das safras de grãos. Os preços agrícolas mostram-se também favoráveis aos agricultores, e têm sido boas as condições do mercado internacional quanto à taxa de câmbio e à demanda externa.

Em Minas Gerais, somente o VBP da agricultura deve alcançar R$ 50,3 bilhões em 2020, variação positiva de 20,27% frente ao valor de R$ 41,8 bilhões registrados em 2019. Dentre os produtos, as maiores altas são verificadas no café e soja.

Para a pecuária, a previsão é de um VBP de R$ 28,2 bilhões, aumento de 14,4% frente a 2019, quando o faturamento bruto da atividade mineira ficou em R$ 24,6 bilhões. Contribuem para o resultado positivo o bom desempenho de bovinos e ovos.

Café – Dentre os produtos que compõem o VBP de Minas Gerais, o café é o principal destaque. A previsão é de que o faturamento bruto da cultura alcance R$ 17,7 bilhões, aumento de 50,9% frente a 2019. Somente na produção do café arábica, o VBP estimado deve crescer 51,3%, ficando em R$ 17,6 bilhões. Já o VBP do conilon apresenta variação positiva de 2,4% e valor de R$ 99,2 milhões.

O bom desempenho do VBP do café se deve à produção na safra 2020, que, segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), terá incremento entre 25,1% e 30,7%, variando de 30,7 milhões de sacas de 60 quilos a 32 milhões de sacas de café. Os preços da saca também estão maiores. Segundo os dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), em 31 de julho de 2020, a saca estava cotada a R$ 561 enquanto em igual dia de 2019 estava em R$ 402.

Outro destaque é a soja. O VBP da cultura está 31,7% superior, avaliado em R$ 9,4 bilhões. Em 2019, o VBP da oleaginosa foi de R$ 7,1 bilhões. Neste ano, Minas Gerais colheu um volume recorde de 5,98 milhões de toneladas, alta de 18%. No mercado, também houve valorização dos preços, que passaram de R$ 77 por saca no último dia de julho de 2019 para R$ 119,12 em 2020.

O valor bruto da produção de milho está estimado em R$ 6 bilhões, alta de 23% quando comparada com os R$ 4,9 bilhões registrados em 2019. Para o feijão, é esperado avanço de 8,58%, com a produção avaliada em R$ 2,3 bilhões.

Já para a produção de banana, a estimativa é de um VBP 8,6% menor, com a cultura avaliada em R$ 1,65 bilhão. O faturamento esperado na produção de cana-de-açúcar é de R$ 7,15 bilhões, que, se alcançado, ficará 3,5% inferior aos R$ 7,4 bilhões registrados em 2019. Queda de 15,7% foi estimada para o faturamento da batata inglesa. A cultura foi avaliada em R$ 2,5 bilhões. O VBP do algodão herbáceo, R$ 1,09 bilhão, deve retrair 7,5%. Na laranja, o faturamento estimado é de R$ 518 milhões, queda de 4%.

Pecuária Assim como na agricultura, o valor bruto da pecuária será positivo em 2020. De acordo com os dados do Mapa, o faturamento da atividade em Minas Gerais, com base nos dados até julho, foi estimado em R$ 28,2 bilhões, aumento de 14,4% sobre os R$ 24,6 bilhões registrados em 2019.

Somente em bovinos, o VBP será de R$ 9,53 bilhões, aumento de 17,43% frente ao valor de R$ 8,12 bilhões registrados em 2019. Alta de 14,7% é prevista na produção de ovos, cujo faturamento deve alcançar R$ 1,37 bilhão em 2020.

Na produção de frangos, o VBP deve encerrar 2020 em R$ 4,98 bilhões, valor 5,44% menor. A produção de suínos teve o faturamento avaliado em R$ 2,45 bilhões, mas, como os dados de 2019 não estão disponíveis, não foi possível calcular a evolução do VBP.