COTAÇÃO DE 24/01/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5030

VENDA: R$5,5030

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4870

VENDA: R$5,6630

EURO

COMPRA: R$6,2080

VENDA: R$6,2103

OURO NY

U$1.842,90

OURO BM&F (g)

R$323,72 (g)

BOVESPA

-0,92

POUPANÇA

0,5845%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Agronegócio

Setor busca soluções junto ao governo diante de baixo valor do café no mercado

COMPARTILHE

" "
Crédito: FAEMG

O ministro em exercício Marcos Montes (Agricultura, Pecuária e Abastecimento) recebeu, na noite da última terça-feira, integrantes da Frente Parlamentar do Café, da Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), do Conselho Nacional do Café (CNC) e de outras entidades da cafeicultura para discutir medidas que ajudem a melhorar a situação dos produtores de café brasileiros, prejudicados pelo baixo preço do produto nos mercados nacional e internacional.

Entre as propostas que foram aceitas pelo ministério estão a adoção de medidas para garantir preços remuneradores para o café ainda na atual safra. Para isso, está sendo desenvolvido um novo mecanismo de apoio à comercialização da safra.

PUBLICIDADE




Além disso, o ministério da Agricultura se comprometeu a trabalhar junto ao governo para ampliar, no Orçamento de 2020, as verbas destinadas ao apoio à comercialização, para o caso de também ser necessária uma ajuda mais efetiva aos produtores de café na próxima safra. A Lei Orçamentária Anual de 2020 deverá ser encaminhada ao Congresso no início do segundo semestre, para votação até o fim do ano. Os valores que podem ser destinados para esta rubrica ainda estão sendo discutidos.

Renegociação de dívidas – Uma terceira reivindicação da Frente Parlamentar do Café e das demais entidades do setor é a repactuação de dívidas dos cafeicultores. O governo está se preparando para anunciar, em breve, medidas para facilitar a renegociação de dívidas de todos os produtores rurais.

O ministro em exercício Marcos Montes disse que o Mapa vai se empenhar para encontrar maneiras de resolver o problema.

“O governo está fazendo um grande esforço, capitaneado pela ministra Tereza Cristina, para buscar soluções para uma cultura que é importantíssima para o País, tanto do ponto de vista econômico quanto social. Os caminhos que estão se discutindo com os parlamentares e as entidades são bons. Neste momento de dificuldades que o setor vive é que nós temos de encontrar soluções. Temos de adotar medidas imediatas, mas sem comprometer o futuro. Nós sabemos que a produção aumenta a cada ano e que o mercado precisa reagir a isso. Nós e os produtores precisamos ficar atentos ao futuro do mercado do café”, afirmou Montes. (Com informações do Mapa).

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!