COTAÇÃO DE 15/01/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3032

VENDA: R$5,3042

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3300

VENDA: R$5,4530

EURO

COMPRA: R$6,3735

VENDA: R$6,3752

OURO NY

U$1.825,72

OURO BM&F (g)

R$309,68 (g)

BOVESPA

+1,27

POUPANÇA

0,1159%

OFERECIMENTO

Mercantil do Brasil - ADS

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Coronavírus

SES destaca a importância do isolamento

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Crédito: REUTERS/Rebecca Cook

A importância do isolamento social como forma de combater a disseminação acelerada do novo coronavírus (Covid-19) voltou a ser reforçada pela Secretaria de Estado de Saúde.

Em entrevista coletiva para a imprensa, realizada virtualmente, o secretário adjunto de Saúde, Marcelo Cabral, ressaltou que as medidas têm surtido efeito e solicitou à sociedade a tomar as devidas cautelas em relação à propagação da doença.

Além disso, Cabral frisou, ainda, que é importante que as pessoas “continuem acreditando no trabalho que vem sendo feito”.

O pronunciamento foi realizado em um momento em que muito se tem discutido acerca da abertura ou não das atividades comerciais. Embora não tenha falado especificamente do retorno de diversos segmentos da economia, Marcelo Cabral mencionou o quanto é importante estender a curva do Covid-19 para que se possa conseguir atender a população.

Nesta semana, o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), também já havia pontuado a relevância de, por ora, manter o isolamento social. Em um vídeo postado nas redes sociais, o governador disse, inclusive, que não serão submetidos “à pressão de alguns grupos que querem uma reabertura, talvez muito antes da hora”.

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PSD), é mais um nome que vem ressaltando a importância do isolamento social como forma de combate ao novo coronavírus (Covid-19). Em seu Twitter, ele frisou, inclusive, a importância de levar o assunto a sério.

Leitos – O secretário adjunto de Saúde também mostrou, em números, como as medidas têm feito efeito em relação à ocupação de leitos de UTIs pelo Estado.

De acordo com ele, Minas Gerais têm 2013 leitos de UTI, com 66 pacientes internados. A taxa de ocupação é de 3%, sendo que 21 pessoas já receberam alta.

Além disso, o Estado tem 11.625 leitos clínicos, com 286 internados e taxa de ocupação de 2%. Ao todo, 348 indivíduos já receberam alta.

Marcelo Cabral também relatou que a Secretaria de Estado de Saúde tem, agora, 19 laboratórios habilitados para a realização de exames de detecção do novo coronavírus (Covid-19). As expectativas são de que seja feita uma análise de 1.800 testes diariamente, ainda segundo o secretário.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

VEJA TAMBÉM

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!