COTAÇÃO DE 07/12/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6180

VENDA: R$5,6180

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6500

VENDA: R$5,7830

EURO

COMPRA: R$6,3427

VENDA: R$6,3451

OURO NY

U$1.784,35

OURO BM&F (g)

R$323,23 (g)

BOVESPA

+0,65

POUPANÇA

0,5154%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia Economia-destaque zCapa

Confiança da indústria apura leve reação em maio

COMPARTILHE

Crédito: Eric Gonçalves

O Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei) de Minas Gerais atingiu 37,6 pontos em maio. Embora um pouco maior do que o registrado em abril, o número permanece em um nível historicamente baixo, agravado intensamente pela crise provocada pela disseminação do novo coronavírus (Covid-19).

O dado consta no levantamento divulgado pela Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg).

PUBLICIDADE

O crescimento do Icei em maio na comparação com abril, quando o índice chegou a 33,4 pontos, foi de 4,2 pontos. Vale lembrar que os 50 pontos são a fronteira que separa a falta de confiança da confiança, o que ajuda a dar uma ideia do pessimismo dos empresários.

Nesse cenário, a expansão em maio em relação a abril não indica uma luz no fim do túnel. Conforme destaca a analista de estudos econômicos da Fiemg, Daniela Muniz, o fato nada mais é do que uma reacomodação dos números, algo normal de acontecer em situações como a que vivemos atualmente.

“Toda vez em que há um impacto negativo significativo na economia, tende a haver um impacto maior do Icei no primeiro mês. Depois, há uma reacomodação, pois os empresários fazem uma revisão das expectativas”, destaca.

O mesmo ocorre, inclusive, em relação a impactos positivos, lembra Daniela Muniz. “Quando acontece algo positivo, o Icei costuma ir lá em cima. Depois, reacomoda”, avalia.

Em outras bases de comparação, o Icei também revela o seu posicionamento bastante negativo no mês de maio. Para se ter uma ideia, em relação a igual período do ano anterior (56,7 pontos), a retração foi de 19,1 pontos. Já a média histórica é de 55,4 pontos. Vale lembrar que, no mês passado, o indicador chegou a apresentar uma queda de 26,8 pontos, sendo a maior retração da série histórica.

Componentes – O Icei é o resultado da ponderação entre os índices de expectativas e de condições atuais, que vão de 0 a 100 pontos.

O responsável pela expansão do Icei em maio foi o componente de expectativas, que aumentou 8,7 pontos na comparação entre este mês (41,5 pontos) e abril (32,8 pontos), mas ainda se encontra abaixo da linha dos 50 pontos. Isso mostra que os empresários estão pessimistas em relação às economias do Estado, do País e com os seus próprios negócios.

Os dados revelam ainda que o índice de expectativas apresentou uma queda de 20,3 pontos em maio em uma comparação com igual período de 2019 (61,8 pontos). O indicador já acumula uma retração de 25,7 pontos neste ano.

Ao contrário do que ocorreu com o componente de expectativas em maio na comparação com abril, o componente de condições atuais recuou 4,7 pontos na mesma base de comparação, passando de 34,5 pontos para 29,8 pontos. Em relação a maio do ano passado (46,4 pontos), a retração foi de 16,6 pontos.

Cenário atual e futuro – Daniela Muniz ressalta que as medidas de distanciamento social, adotadas como forma de combater o novo coronavírus (Covid-19), provocaram diversos impactos na economia, tanto do lado da oferta, com atividades paralisadas, quanto da demanda, com a diminuição de renda e aumento das incertezas.

“As estatísticas econômicas têm reafirmado a perspectiva de uma contração muito aguda das atividades em curto prazo. É um cenário sombrio. Alguns setores podem levar um bom tempo para se recuperar”, afirma.

Conforme a analista de estudos econômicos da Fiemg, há uma queda acentuada da economia e não se sabe até quando. “Vai depender muito das ações do governo federal, que já está agindo com redes de proteção, como os pagamentos aos informais e as medidas de proteção dos empregos. Todas essas ações vão minimizar os impactos na economia”, salienta ela.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!