COTAÇÃO DE 22/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3030

VENDA: R$5,3040

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3100

VENDA: R$5,4600

EURO

COMPRA: R$6,1939

VENDA: R$6,1967

OURO NY

U$1.768,10

OURO BM&F (g)

R$301,58 (g)

BOVESPA

+1,84

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia Economia-destaque

Empresário da indústria em Minas Gerais está mais confiante, aponta Fiemg

COMPARTILHE

Crédito: Divulgação/Fiat

Após viver períodos de muitas inseguranças e incertezas, os empresários mineiros novamente estão acreditando em um futuro melhor e têm se mostrado satisfeitos com os seus negócios também no presente. Isso é o que mostra o Índice de Confiança do Empresário Industrial (Icei), que chegou aos 60,7 pontos em setembro. O número representa um avanço de 5,8 pontos em relação a agosto (54,9 pontos). Os dados são da Fiemg.

O resultado verificado em setembro é maior do que o registrado em março (60,2 pontos) e ficou bem próximo do que foi apurado em fevereiro (63,9 pontos), mês que antecipou a pandemia do Covid-19 no País.

PUBLICIDADE

Além disso, quando se compara o mês de setembro deste ano com o mesmo período de 2019 (60,3 pontos), também houve aumento nos números, com alta de 0,4 ponto. Em relação à média histórica (51,7 pontos), o incremento foi de 9 pontos.

O componente de condições atuais aumentou 9 pontos neste mês (54,7 pontos) em relação a agosto (45,7 pontos). Foi a primeira vez em seis meses que a fronteira dos 50 pontos foi ultrapassada, o que, para a gerente de economia da Fiemg, Daniela Muniz, foi uma grata surpresa.

Já o componente de expectativas apresentou um aumento de 4,2 pontos em setembro (63,7 pontos) frente a agosto (59,5 pontos). Trata-se da quinta alta consecutiva. Isso revela que os empresários estão otimistas em relação à economia dos seus negócios, de Minas Gerais e do Brasil nos próximos seis meses. No entanto, quando se compara setembro deste ano com o mesmo período do ano passado (64,1 pontos), o componente retraiu 0,4 ponto.

Daniela Muniz ressalta que esse incremento nas expectativas tem a ver com a percepção, por parte dos empresários, de que o pior da crise ficou para trás.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!