COTAÇÃO DE 26/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$6,6420

VENDA: R$6,6450

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

PBH fará repasse de R$ 30 mi para continuidade de testes de vacina da UFMG

Recursos têm origem no caixa do Executivo municipal e serão liberados em parcelas mensais, conforme evolução da pesquisa

COMPARTILHE

Crédito: Amira Hissa
Prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil | Crédito: Amira Hissa

Uma boa notícia foi dada, nesta quarta-feira, em relação à vacina contra a Covid-19 que vem sendo desenvolvida pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).  O prefeito da Capital, Alexandre Kalil, afirmou, no início desta tarde, em entrevista à TV Globo, que a Prefeitura de Belo Horizonte repassará à pesquisa os R$ 30 milhões necessários para a continuidade dos testes do imunizante até a fase dois do estudo, que inclui testes em um grupo menor de humanos. 

Embora esteja sendo desenvolvido em uma instituição federal, a União não liberou os recursos necessários para a produção do imunizante. Por isso, os responsáveis pela vacina têm buscado alternativa diante da emergência apresentada pela pandemia.

PUBLICIDADE

O convênio que será firmado entre a PBH e a UFMG está na fase de redação. Os recursos têm origem no caixa do Executivo municipal e serão liberados em parcelas mensais, conforme evolução das etapas da pesquisa da UFMG.

De acordo com uma das coordenadoras da pesquisa, Ana Paula Fernandes, a partir da fase três, que precisa ser autorizada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), seriam necessários ainda em torno de R$ 300 milhões, pois os testes serão feitos em um grupo maior de pessoas.

Há ainda possibilidades de que a pesquisa receba outros R$ 30 milhões em recursos oriundos do acordo do governo do Estado com a mineradora Vale em função da tragédia de Brumadinho. A destinação ainda será votada pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais. 

“Todos esses recursos são muito importantes e bem-vindos. É preciso ter a perspectiva de que temos condições de ter aqui um grande centro de produção não apenas da vacina da Covid, mas uma importante estrutura para inúmeras outras vacinas”, disse a pesquisadora.

Ana Paula Fernandes afirmou que, caso todos os recursos necessários sejam liberados, a vacina mineira poderá estar disponível para todo o País já no próximo ano.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!