COTAÇÃO DE 14/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2710

VENDA: R$5,2710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2700

VENDA: R$5,4330

EURO

COMPRA: R$6,3961

VENDA: R$6,3990

OURO NY

U$1.843,90

OURO BM&F (g)

R$311,62 (g)

BOVESPA

+0,97

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Preço médio dos imóveis comerciais cai na Capital

COMPARTILHE

Valor do aluguel de imóveis comerciais em Belo Horizonte apresentou alta de 0,28% em janeiro | Crédito: Alisson J. Silva/Arquivo DC

Os preços de venda de imóveis comerciais, em Belo Horizonte, seguem com tendência de queda, resultado do mercado enfraquecido pela pandemia de Covid-19.

Em janeiro, houve recuo de 0,39% nos preços de venda, elevando para 3,79% a queda acumulada nos preços ao longo dos últimos 12 meses. A tendência é que o mercado siga enfraquecido, uma vez que a retomada dependerá da recuperação econômica e aumento da demanda pelos imóveis comerciais.

PUBLICIDADE

No caso dos valores de locação, em janeiro, foi observada alta de 0,28% nos preços, porém, no acumulado dos últimos 12 meses, o valor registra queda de 0,60%. Os dados são do Índice FipeZap Comercial para o mês de janeiro de 2021.

A tendência de manutenção do mercado desfavorável é resultado da adoção do trabalho remoto e das medidas de isolamento implementadas para conter o avanço da pandemia, incluindo a suspensão ou redução do funcionamento de diversas atividades econômicas.

Estes fatores impactam de forma negativa na demanda pelos imóveis comerciais, provocando queda de preços tanto na venda quanto na locação. A crise econômica também contribui para o fraco desempenho.

De acordo com o coordenador do Índice FipeZap, Eduardo Zylberstajn, nos últimos 12 meses, o mercado de imóveis comerciais foi impactado de forma negativa pela pandemia.

“A queda registrada nos últimos 12 meses é fruto essencialmente da pandemia, que levou muitos estabelecimentos que ocupavam salas comerciais a devolverem ou diminuírem os espaços ocupados”, explicou.

Ainda segundo Zylberstajn, até o momento, não existem sinalizações de retomada dos valores tanto de aluguéis como de venda dos imóveis comerciais.

“Enquanto não houver uma recuperação mais firme da “vida normal”, difícil imaginar mudança nessa tendência – ainda mais com todos os ruídos recentes na política econômica”, disse.

Em Belo Horizonte, o preço médio de venda comercial encerrou o mês em R$ 6.989 por metro quadrado.

Entre os bairros da Capital mineira, os maiores valores de vendas no último mês foram nos bairros Luxemburgo, com o metro quadrado avaliado, em média, R$ 10.157, seguido pelo Santo Agostinho (R$ 10.078), Santa Tereza (R$ 9.885), Belvedere (R$ 9.348) e Fernão Dias (R$ 8.978).

Os menores valores foram registrados no Centro (R$ 3.538), Sagrada Família (R$ 3.598), Floresta (4.933), Santa Mônica (R$ 5.477) e Graça (5.860).

Nacional – No Brasil, o valor de venda permaneceu praticamente estável, com pequena variação positiva de 0,01% em janeiro de 2021. A variação ficou inferior ao IPCA/IBGE, que apresentou alta de 0,25%.

Ao longo de janeiro, o preço médio de venda apresentou aumento em Campinas (0,93%), Curitiba (0,36%), São Paulo (0,20%) e contrastam com os recuos registrados em outras localidades, a exemplo de Brasília (1,24%), Belo Horizonte (0,39%), Porto Alegre (0,28%), Florianópolis (0,28%) e Rio de Janeiro (0,18%).

Locação – Apesar da pequena variação positiva mensal de 0,28% vista no valor médio da locação dos imóveis comerciais em Belo Horizonte, no acumulado dos últimos 12 meses a queda está em 0,60%.

Com o resultado, o preço médio de locação comercial ficou em R$ 29,21 por metro quadrado, no primeiro mês do ano. De acordo com o Índice FipeZap – Locação Comercial, em janeiro de 2021, o retorno médio do aluguel comercial na capital mineira  foi calculado em 5,11% ao ano. A média do metro quadrado locado em Belo Horizonte está em R$ 29,21.

Em janeiro, o preço médio de locação comercial chegou a R$ 49,94 por metro quadrado no bairro Fernão Dias. No bairro Santa Amélia o espaço foi cotado a R$ 45,53, seguido pelo Belvedere (R$ 45,38), Alpes (R$ 44,41) e Castelo (R$ 41,61).

Os menores valores foram registrados no Centro (R$ 18,85), Carlos Prates (R$ 21,22), Glória (R$ 21,97), Sagrada Família (R$ 22,00) e Barreiro (R$ 22,21).

No País, o preço médio de locação dos imóveis comerciais registrou recuo de 1,18% nos últimos 12 meses. Entre as cidades monitoradas, as maiores quedas envolvendo o preço médio de locação foram no Rio de Janeiro (6,68%), Curitiba (4,48%), Belo Horizonte (0,60%), Florianópolis (0,54%), Brasília (0,47%) e Salvador (0,28%).

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!