COTAÇÃO DE 26/11/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5950

VENDA: R$5,5960

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6300

VENDA: R$5,7570

EURO

COMPRA: R$6,3210

VENDA: R$6,3222

OURO NY

U$1.792,60

OURO BM&F (g)

R$322,88 (g)

BOVESPA

-3,39

POUPANÇA

0,4620%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Região Centro-Sul terá 95 usinas sucroalcooleiras em operação até abril

COMPARTILHE

Crédito: Paulo Whitake/Reuters

São Paulo – Noventa e cinco usinas estão programadas para iniciar a moagem de cana da safra do Centro-Sul na primeira quinzena de abril, quando oficialmente começam os trabalhos da temporada 2020/21, contra 85 que operaram no mesmo período de 2019/20, de acordo com avaliação da União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica).

O maior número de unidades que preveem iniciar a moagem da nova safra, na comparação com a temporada anterior, ocorre em meio a expectativas de analistas de que a produção de cana será maior, o que exige a antecipação dos trabalhos de algumas empresas, disse o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, em entrevista à Reuters.

PUBLICIDADE

“A oferta de cana, o que está indicando, se tem na primeira quinzena de abril dez unidades a mais, a expectativa é que tenha igual ou mais oferta de cana na nova safra”, disse Padua, lembrando que vários analistas estão projetando um aumento da colheita.

A moagem de cana do centro-sul do Brasil, maior região produtora do País, foi estimada, por exemplo, em 600 milhões de toneladas em 2020/21, aumento de 1,7% ante a temporada passada, de acordo com levantamento da Agroconsult, divulgado na véspera.

Em março, contudo, o número de unidades com início da moagem deverá ser de 63, dois a menos do que o total de usinas que retomou a moagem no mesmo mês do ano passado, acrescentou o diretor técnico.

“Foi o planejamento que as empresas fizeram, evidente, pode chover no local, aí atrasa”, disse ele, lembrando que questões climáticas interferem na programação das atividades.
Nenhuma usina de cana do Centro-Sul iniciou a safra antecipadamente na segunda quinzena de fevereiro, mas a expectativa é de que 29 unidades o façam nesta primeira quinzena de março, afirmou mais cedo a Unica em nota.

A safra de cana começa oficialmente em abril, mas algumas unidades antecipam as atividades.

Coronavírus – Questionado sobre o nervosismo dos mercados em função do coronavírus, e se isso de alguma forma afeta a programação das usinas, Padua afirmou que o setor terá que “conviver com isso” e que a volatilidade dos preços do petróleo não interfere na decisão das empresas de começarem mais cedo ou postergarem o início dos trabalhos.

“Vamos ver como se comporta, tenho que encontrar um preço, que seja possível vender, dependendo do preço de gasolina é o que terei de oportunidade para o etanol hidratado, ninguém vai atrasar safra por causa disso”, comentou.

A derrocada dos preços do petróleo tem gerado dúvidas no setor sobre o mix de produção, se usinas destinarão mais cana para a produção de açúcar, por exemplo. Uma queda no preço do petróleo pode se refletir no valor da gasolina no Brasil, que ficaria mais competitiva frente ao etanol hidratado. (Reuters)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!