COTAÇÃO DE 04/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4300

VENDA: R$5,4310

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4170

VENDA: R$5,5930

EURO

COMPRA: R$6,5464

VENDA: R$6,5493

OURO NY

U$1.779,24

OURO BM&F (g)

R$311,42 (g)

BOVESPA

-1,26

POUPANÇA

0,1590%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia zCapa

Usiminas reverte prejuízos com retomada da economia no País

COMPARTILHE

Mercado do aço e do minério de ferro avançaram no terceiro trimestre, impulsionando os números da Usiminas | Crédito: Alexandre Mota/Reuters

Entre julho e setembro deste ano, a Usinas Siderúrgicas de Minas Gerais (Usiminas) apresentou lucro líquido de R$ 198 milhões, revertendo os prejuízos verificados no mesmo período de 2019 e no segundo trimestre deste ano, de R$ 139 milhões e R$ 395 milhões, respectivamente. No entanto, no acumulado do ano, de janeiro a setembro, os números ainda são negativos em R$ 621 milhões.

Aos resultados positivos desse último trimestre que se passou, o presidente da companhia, Sergio Leite, atribui como uma das razões a retomada da economia no País. Ele lembra que em agosto, na planta de Ipatinga, no Vale do Aço, foi religado o alto-forno 1 – que havia sido desativado em abril em meio aos reflexos da pandemia da Covid-19 – já em uma sinalização/celebração do reaquecimento econômico, o que veio a se confirmar em setembro e outubro.

PUBLICIDADE

Os dados divulgados pela empresa revelam, inclusive, uma grande movimentação do mercado do aço, resultando em vendas de 934 mil toneladas no terceiro trimestre, um aumento de 54% na comparação com o segundo trimestre (608 mil toneladas).

O minério de ferro também não ficou para trás e atingiu 2,3 milhões de toneladas de julho a setembro deste ano, um incremento de 21% em relação ao trimestre anterior (1,9 milhão de toneladas).

Diante desse quadro, a receita líquida de julho a setembro somou R$ 4,4 bilhões, um aumento de 80% na comparação com o segundo trimestre deste ano e de 14% em relação ao mesmo período de 2019.

Já sobre o prejuízo que foi registrado no acumulado deste ano, Leite diz que ele está ligado à variação cambial. “Estamos trabalhando fortemente no sentido de construir os melhores resultados possíveis. Esse prejuízo acumulado no ano é 100% devido à variação cambial, não é prejuízo operacional”, explica ele.

Mais resultados – Ainda de acordo com os números que foram divulgados no balanço da Usiminas, a empresa fechou o caixa em R$ 3,7 bilhões, alta de 49%.

Além disso, o Ebitda chegou aos R$ 826 milhões no terceiro trimestre deste ano, o que representa um crescimento de 87% em relação ao mesmo período de 2019 e de 331% na comparação com o segundo trimestre deste ano. A margem Ebtida ficou em 19% de julho a setembro; de abril a junho, ficou em 8%.

Perspectivas – Em relação ao que vem pela frente e a acontecimentos que têm preocupado o mundo todo, como uma segunda onda da pandemia da Covid-19, Leite ressalta que a companhia está atenta ao que está ocorrendo no exterior.

“A Europa está vivendo um momento delicado e estamos analisando o que pode ocorrer no Brasil”, afirma ele.

Sobre a reativação do alto-forno 2, que foi desativado junto ao alto-forno 1 em abril, Leite sinalizou que ainda não se sabe ao certo quando ocorrerá e que a tomada de decisão, se ele vai voltar por ora ou não, deve ficar para o primeiro trimestre do ano que vem.

A volta do alto-forno 2, afirma ele, depende basicamente do aumento do consumo aparente de aço, e as perspectivas apontam para um crescimento nesse sentido, avalia.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!