COTAÇÃO DE 23/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3090

VENDA: R$5,3100

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3230

VENDA: R$5,4630

EURO

COMPRA: R$6,2055

VENDA: R$6,2068

OURO NY

U$1.742,23

OURO BM&F (g)

R$297,77 (g)

BOVESPA

+1,59

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia zCapa
O governador Romeu Zema considera as obras essenciais para a retomada da economia | Crédito: Gil Leonardi / IMPRENSA MG

Com investimentos previstos na ordem R$ 100,5 milhões, o governador Romeu Zema anunciou, ontem, uma ordem de início para oito obras viárias em Minas Gerais. As intervenções são consideradas essenciais para a retomada da economia, geração de empregos e para movimentar a economia de cidades do interior do Estado.

Zema afirmou que, após cinco meses de dedicação exclusiva à pauta da pandemia, o Estado começa a ter maior necessidade de se preocupar com a pauta de investimentos e empregos. “Além de salvar vidas, precisamos proteger os empregos, ou melhor, criar novos. Estou anunciando a ordem de início para oito obras viárias que são importantíssimas para o Estado e estão distribuídas em todas as regiões. Nenhuma obra é gigante ou grande, todas totalizam um aporte de R$ 100,5 milhões, mas são obras fundamentais para cada região onde serão executadas”, explicou o governador.

PUBLICIDADE

As obras foram viabilizadas graças a um esforço de negociação do governo de Minas Gerais, via Secretaria de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) e Secretaria de Planejamento e Gestão (Seplag), junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e à Companhia de Desenvolvimento de Minas Gerais (Codemge), órgãos fontes dos recursos.

De acordo com as informações do governo de Minas, através de recursos do BNDES serão executadas seis obras. Uma delas é o Contorno Sul de Montes Claros. Também será executado o Contorno de Cataguases, permitindo o acesso à BR-120 e beneficiando diversas indústrias e empresas, como a Companhia Industrial Cataguases, uma das mais importantes no setor de tecelagem do País, entre outras. Será beneficiada toda a população de Cataguases, ou seja, mais de 70 mil pessoas.

Ainda com os recursos do BNDES será feita a conclusão do Contorno Sul de Uberlândia; Interseção entre a BR-040 (Barreira do Triunfo) – João Ferreira (Goianá); conclusão da pavimentação do trecho Antônio Carlos – Bias Fortes, na MG-135 e, ainda, a conclusão das obras de pavimentação no Anel Viário de Sete Lagoas (Avenida Norte-Sul). Os investimentos nas seis obras totalizam R$ 82,7 milhões e são saldo dos programas Pro Investe e Programa de Desenvolvimento Integrado II (PDI).

Jacutinga – Já os recursos de convênios com a Codemge serão aplicados em outras duas intervenções no Sul de Minas: o acesso ao Distrito Industrial de Jacutinga, com recursos de R$ 4,4 milhões, e o Contorno de Poços de Caldas, com recursos de R$ 13,4 milhões.

Em relação ao acesso ao Distrito Industrial de Jacutinga, a obra é considerada essencial uma vez que a região vem se destacando como grande polo de atração de empreendimentos, principalmente pela localização estratégica e proximidade de grandes centros comerciais, como São Paulo e Rio de Janeiro. Existem diversas indústrias instaladas no local.

As intervenções, que serão executadas pelo DER-MG, têm o objetivo de facilitar o escoamento da produção e proporcionar mais segurança. Elas impactarão também na economia e geração de empregos.

“Para mim, é muito satisfatório estar com uma pauta que trata do futuro, do desenvolvimento, da geração de empregos e investimentos. A pauta pandemia continua sendo a prioridade do Estado salvar vidas, mas não podemos deixar de lado a questão do desenvolvimento de Minas Gerais”, disse Zema.

O secretário de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, destacou a geração de empregos com as obras. “Nossa missão é acompanhar a execução das obras para que possam ser entregues no menor tempo possível e gerar benefícios. Estimamos que com as obras haverá um estímulo à economia, sendo gerados 3,6 mil empregos com as execuções e R$ 20 milhões em impostos para município beneficiados”, disse Marcato.

A maior parte dos empreendimentos já terá mobilização pelas empresas nos próximos dias, com exceção do Anel Viário de Sete Lagoas e da obra de pavimentação entre Antônio Carlos e Bias Fortes, que estão em fase final de licitação e serão iniciadas nas próximas semanas.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!