COTAÇÃO DE 20/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,8730

VENDA: R$4,8740

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,9500

VENDA: R$5,0570

EURO

COMPRA: R$5,1492

VENDA: R$5,1504

OURO NY

U$1.846,53

OURO BM&F (g)

R$288,58 (g)

BOVESPA

+1,39

POUPANÇA

0,6441%

OFERECIMENTO

Finanças

Brasil contabiliza na última semana maior saída de dólares desde junho

COMPARTILHE

Entre os dias 9 e 13 de dezembro, o saldo líquido negativo apurado foi de US$ 5,406 bilhões - Crédito: Marcello Casal Jr / Agência Brasil Usada em 19-11-19

São Paulo – As saídas de dólares do Brasil se intensificaram na semana passada, quando o País sofreu a maior debandada de moeda estrangeira desde junho, mostraram dados do Banco Central divulgados ontem.

O câmbio contratado teve saldo líquido negativo de US$ 5,406 bilhões entre os dias 9 e 13 de dezembro, depois de déficit de US$ 2,834 bilhões na semana anterior (entre 2 e 6 de dezembro) e de um rombo de US$ 4,531 bilhões entre os dias 25 e 29 de novembro.

PUBLICIDADE




O número da semana passada é o pior desde o fluxo negativo de US$ 8,629 bilhões registrado entre 24 e 28 de junho passado.

O saldo foi puxado pela conta financeira, que registrou saída líquida de US$ 10,481 bilhões na semana passada, piorando expressivamente em relação ao déficit de US$ 2,664 bilhões da semana anterior.

As operações comerciais, por outro lado, tiveram superávit de US$ 5,075 bilhões, contra resultado negativo de US$ 171 milhões de uma semana antes.

No acumulado das duas primeiras semanas de dezembro, o fluxo cambial ao Brasil está negativo em US$ 8,241 bilhões, composto por saída de US$ 13,145 bilhões na conta financeira e por entrada líquida de US$ 4,904 bilhões do lado comercial. No mesmo período de dezembro de 2018, o fluxo estava negativo em US$ 3,481 bilhões.

PUBLICIDADE




Considerando o ano de 2019, o déficit alcança US$ 35,397 bilhões, ante resultado positivo de US$ 8,280 bilhões no mesmo intervalo de 2018.

Intervenções – Nas duas primeiras semanas de dezembro, o BC liquidou a venda de US$ 6,120 bilhões à vista, sendo US$ 2,5 bilhões na semana passada.

No acumulado de 2019, a venda nesse segmento soma US$ 33,396 bilhões, quase o mesmo montante de saída líquida no fluxo cambial contratado.

Entre 9 e 13 de dezembro, o BC não liquidou operações de linhas de dólares com compromisso de recompra. (Reuters)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!