COTAÇÃO DE 21/01/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3631

VENDA: R$5,3641

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3830

VENDA: R$5,5200

EURO

COMPRA: R$6,4584

VENDA: R$6,4613

OURO NY

U$1.869,59

OURO BM&F (g)

R$ 318,51 (g)

BOVESPA

-1,10

POUPANÇA

0,1159%%

OFERECIMENTO

Mercantil do Brasil - ADS

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Coronavírus Finanças
Página Inicial » Coronavírus » Pandemia muda hábitos de pagamentos de brasileiros

Pandemia muda hábitos de pagamentos de brasileiros

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Crédito: Alisson J. Silva/Arquivo DC

São Paulo – A pandemia do Covid-19 trouxe inúmeras mudanças para os consumidores, que tiveram que adaptar suas rotinas e mudar alguns de seus hábitos, incluindo a forma de pagar por suas compras. Segundo levantamento realizado pela Mastercard em parceria com a Kantar, 56% dos brasileiros entrevistados afirmaram ter mudado o comportamento de pagamento devido à pandemia.

Cerca de 75% dos entrevistados disseram ter aumentado o uso de pagamentos digitais devido ao distanciamento social desde o início da pandemia, enquanto 61% afirmaram ter testado um novo tipo de pagamento (por aproximação ou digital) nos últimos meses.

A pesquisa também revelou que, para 50% dos entrevistados, a pandemia fez com que seu uso de novas tecnologias crescesse consideravelmente, enquanto apenas 23% acreditam que o uso está igual ao que era antes. Enquanto 53% dos brasileiros afirmam efetuar pagamentos por meio de aplicativos regularmente, 8% dos entrevistados começaram a fazer esse tipo de pagamento por causa do distanciamento social.

Nos últimos três meses, as operações financeiras, como transferências e pagamentos de contas, foram realizadas preferencialmente on-line utilizando um aplicativo de serviços financeiros no celular ou tablet.

Neste período, 72% dos entrevistados realizaram transferências dessa forma. Além disso, 68% dos respondentes pagaram as suas contas utilizando um aplicativo, enquanto 18% utilizaram caixa eletrônico e apenas 11% pagaram na boca do caixa. Quase 75% dos respondentes checaram o balanço da conta usando um app de serviços financeiros, enquanto apenas 19% utilizaram um caixa eletrônico para isso.

Pagamentos em tempo real – A pesquisa relevou ainda o interesse do brasileiro por pagamentos em tempo real – modalidade que permite transações ininterruptas, disponíveis 24 horas por dia, sete dias por semana e 365 dias do ano com disponibilização dos fundos em tempo real.

Cerca de 75% dos entrevistados gostariam de poder fazer pagamentos em tempo real independentemente do provedor de serviços financeiros, enquanto 53% gostariam de realizar esse tipo de pagamento usando aplicativos de mensagens ou mídias sociais.

Para João Pedro Paro Neto, presidente da Mastercard Brasil e Cone Sul, “os brasileiros desejam incluir essa modalidade de pagamento em suas vidas e esperam que as instituições financeiras trabalhem para que essa seja uma realidade no futuro próximo.

Até 2030, 55% dos entrevistados esperam que todas as transações financeiras sejam realizadas em tempo real, ou seja, instantaneamente. Para que isso seja possível, devemos seguir trabalhando no desenvolvimento de soluções interoperáveis e de padrões focados na eficiência e na experiência do usuário”, ressalta o executivo. 

Pagamentos móveis – O levantamento ainda mostrou o quanto o brasileiro está aberto para novas tecnologias. Cerca de 60% dos entrevistados concordam que novas tecnologias simplificam a vida. Eles também valorizam o controle oferecido pelos pagamentos por dispositivos móveis.

Mais de 80% dos respondentes acreditam que a transferência e confirmação imediatas são um dos benefícios mais importantes desse método de pagamento, enquanto 48% destacam a facilidade do em qualquer lugar e 40% afirmam que as plataformas móveis oferecem uma importante alternativa nos momentos em que não estão com a carteira física.

Segundo o levantamento, a barreira mais relevante para a realização de pagamentos com dispositivo móvel é a taxa de aceitação, 47% afirmaram que “não existem lojas suficientes que aceitam pagamentos com dispositivos móveis”.

Outros obstáculos significativos ao uso de pagamentos com dispositivos móveis são principalmente questões relacionadas ao dispositivo: 52% estavam preocupados com o que aconteceria se perdessem o telefone e 41% afirmaram que a duração da bateria poderia ser uma barreira potencial para o uso. Apenas 7% disseram achar essa forma de pagamento complicada de configurar.

Os resultados revelam que o Brasil é um terreno fértil para a evolução dos pagamentos digitais. “Conveniência e segurança foram destacados como principais razões que levariam os consumidores brasileiros a experimentar uma nova forma de pagamento. Na Mastercard, seguiremos trabalhando para desenvolver soluções inovadoras e garantir experiências de compra cada vez mais simples e seguras, que atendam às necessidades dos consumidores, empresas e governos na área de meios de pagamento”, finaliza João Pedro.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

VEJA TAMBÉM

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!