COTAÇÃO DE 21/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6670'

VENDA: R$5,6680

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6800

VENDA: R$5,8270

EURO

COMPRA: R$6,5669

VENDA: R$6,5699

OURO NY

U$1.783,12

OURO BM&F (g)

R$323,30 (g)

BOVESPA

-2,75

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Gestão Gestão-destaque

Aspen Pharma lança programa de diversidade e inclusão

COMPARTILHE

Industria farmacêutica contrata colaboradora transgênero para o escritório do Rio de Janeiro | Crédito: Divulgação

Como parte de uma iniciativa global, a filial brasileira da sul-africana Aspen Pharma, uma das maiores fabricantes de medicamentos do mundo, oficializou seu Programa de Diversidade e Inclusão (D&I).

Entre as ações previstas está a contratação da primeira colaboradora transgênero, por meio de uma parceria com a TransEmpregos.

PUBLICIDADE

“Na Aspen Pharma, os talentos são diversos e o sucesso é resultado de uma cultura inclusiva, onde todos se sentem valorizados e tratados com respeito e dignidade”, ressalta a diretora de RH da farmacêutica, Patrícia Franco.

O mercado já entendeu que a construção de ambientes de trabalho mais diversos é a busca pela equidade e por uma representação mais fiel da realidade do nosso País e também está se movendo nessa direção.

Nesse contexto, Patrícia Franco ressalta que a Aspen Pharma Brasil se prepara, cada vez mais, para estar integrada a diversidade e inclusão. “Eles só precisam, como qualquer ser humano, de uma oportunidade. Tem todo um mercado para eles, que não possuem visibilidade”, diz.

O CEO da empresa, Alexandre França, destaca que na Aspen só há espaço para o respeito, liberdade e inclusão. “Aqui é um espaço para você ser quem você é. Não aceitamos qualquer tipo de intolerância. Antes de tudo, prezamos pela igualdade”, afirma.

A cofundadora do projeto TransEmpregos, Maitê Schneider, destacou os principais momentos de sua trajetória e todos os obstáculos que superou, desde a escola até a universidade, passando pela dificuldade de inclusão no mercado de trabalho e as situações de preconceito que vivenciou.

“Não consegui espaço no mercado corporativo, então, fundei minha empresa com a missão de mudar essa realidade e apoiar todas as pessoas que passam por algum tipo de exclusão, sejam pessoas com deficiência, negros, imigrantes e etc”, conta.

Maitê reforçou que a construção de uma cultura de respeito à diversidade começa com as mudanças individuais.

“Precisamos recuperar o olhar das crianças, que respeitam todas as diferenças, sem preconceitos com aquilo que não é natural para ela. Aos poucos, plantando o respeito, vamos colher frutos desse trabalho, que começa no micro e vai se espalhando”, conclui.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!