Crédito: Carlos Magno

Promovido pela Associação Brasileira de Recursos Humanos – Minas Gerais (ABRH-MG), em sua quarta edição, o Fórum ABRH-MG tem como tema “Como não se perder na era digital”.

O evento, que vai acontecer dia 19, no Teatro Sesiminas, no bairro Santa Efigênia (região Leste) deve reunir mais de 600 pessoas entre profissionais de recursos humanos, estudantes e empresários.

O objetivo é, em um dia inteiro de talk shows, painéis, palestras, enriquecer a troca de informações e aprendizados por meio da diversidade de palestrantes. De acordo com a presidente da ABRH-MG, Eliane Ramos, o Fórum é um espaço privilegiado para impulsionar a rede de relacionamento dos participantes.

“Vamos tratar temas que podem parecer desconexos, mas que se integram diante de um mundo que exige uma visão mais ampla. As empresas exigem profissionais com interesses e capacidades diversas, então o esporte, a cultura e outros aspectos da vida têm muito a nos acrescentar”, explica Eliane Ramos. Fazem parte da programação:

A atriz, produtora e cronista, Denise Fraga, com a palestra: Conexões Humanas em Tempos Digitais; a atriz, palestrante e consultora especialista em comunicação não violenta, Juliana Calderón, com o tema: Vulnerabilidade e Feedback; a diretora de pessoas, comunicação, investimento social e inovação ArcelorMittal, Paula Harraca, traz: Inovação centrada em pessoas; o professor e pesquisador da Fundação Dom Cabral (FDC), Ricardo Carvalho, com a palestra: Arte e Gestão na Era da Fruição Estética Sensorial; o CEO da Softbox/LuizaLabs – laboratório de inovação do Magazine Luiza, Ricardo Rocha, com: Como criar uma cultura de inovação; e o ex-jogador de voleibol, palestrante e comentarista na TV Globo, Tande, com: A vida é um jogo.

“Ao ouvir esses temas que em princípio pareciam não ter a ver com o assunto principal, trabalhamos a escuta ativa. Podemos dali aprender, ter insights e criar ações que melhores o nosso desempenho no dia a dia. O Fórum é um momento também de networking. Vamos também, transversalmente, tratar da questão da diversidade de gênero nas empresas. Março propicia a discussão sobre a condição da mulher no mercado de trabalho, mas é mais do que uma questão de data. A igualdade entre os gêneros é uma discussão da qual o mundo não pode mais escapar”, pontua a presidente da ABRH-MG.

As inscrições estão abertas e podem ser feitas pelo site. O valor único é de R$ 420.