COTAÇÃO DE 26/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,7610

VENDA: R$4,7610

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,8500

VENDA: R$4,9530

EURO

COMPRA: R$5,1433

VENDA: R$5,1459

OURO NY

U$1.850,86

OURO BM&F (g)

R$284,80 (g)

BOVESPA

+1,18

POUPANÇA

0,6719%

OFERECIMENTO

Negócios

Aeroportos têm piora de pontualidade

COMPARTILHE

Crédito: Divulgação

Levantamento da AirHelp, empresa global especializada em direitos de passageiros aéreos, apontou que 8 entre os 10 principais aeroportos brasileiros tiverem piora no índice de pontualidade nos cinco primeiros meses deste ano frente a igual período do ano anterior. Afonso Pena, em Curitiba, e Viracopos, em Campinas, registraram uma queda significativa nos índices de pontualidade. Os dois aeroportos haviam entrado na lista dos 10 melhores do mundo, segundo o ranking AirHelp Score, divulgado em maio e que avaliou os melhores do mundo em 2018. Entre as companhias aéreas, a Gol piorou a pontualidade dos voos, enquanto a Latam teve melhora no quesito. A Azul manteve os mesmos níveis de performance do ano anterior.

No período analisado, a Gol teve aproximadamente 22% dos voos com atraso, piorando o resultado frente ao ano passado (19%). Por causa disso, o OTP (On-time Perfomance), que é o índice de pontualidade que mensura voos que pousam com até 15 minutos de diferença do horário previsto de chegada, caiu de 81% para 78%.

PUBLICIDADE




Por outro lado, a chilena Latam Airlines, que tem forte atuação no Brasil, melhorou a sua performance nos cinco primeiros meses do ano, diminuindo atrasos de voos de 19% para 9%, registrando uma melhora do índice de OTP de 81% para 91%. Já a Azul teve cerca de 17% de voos impontuais e um OTP de 83%, mantendo os mesmos índices de desempenho do ano anterior.

Em maio, o ranking internacional AirHelp Score anunciou a lista dos melhores aeroportos e companhias aéreas referentes ao desempenho em 2018. As empresas brasileiras não entraram no top 10. A Azul Airlines ficou no 29º lugar, enquanto a Gol Intelligent Airlines ficou na 58ª posição e a chilena Latam ficou em 6º lugar. Apesar de terem pontuação satisfatória em termos de serviço e performance de partida e chegada no horário, as companhias aéreas brasileiras foram mal avaliadas no atendimento a queixas de passageiros – por exemplo, quando um voo sofreu atraso, cancelamento ou superlotação.

A companhia aérea mais bem cotada no ranking AirHelp Score foi a Qatar Airways, seguida pela American Airlines e Aeromexico. O ranking avaliou as 72 principais companhias do mundo em 2018, levando em conta informações de voos da base de dados da AirHelp e centenas de pesquisas com passageiros. No total, cerca de 40 mil usuários contribuíram com a pesquisa, que contou com a participação de cerca de 2,5 mil brasileiros.

Performance – Oito dos 10 aeroportos analisados no levantamento tiveram queda de performance. Entre os dois que apresentaram evolução estão: o Aeroporto Internacional de Brasília–Presidente Juscelino Kubitschek, que teve alta do OTP de 82% para 83%; e o Aeroporto Internacional São Paulo–Guarulhos (SP), que variou de 75% para 76%.

PUBLICIDADE




De acordo com o levantamento, o Aeroporto internacional Afonso Pena, em Curitiba (PR), que ficou em 4º lugar no ranking AirHelp Score, teve uma queda no desempenho. As disrupções de voo cresceram de 16% para 20% nos cinco primeiros meses do ano e o índice OTP caiu de 84% para 80%.

Em relação ao Aeroporto Internacional de Viracopos, que ficou em 10ª posição no ranking, a queda foi ainda maior. O desempenho caiu de 84% para 78%, com disrupções de voos saltando de 16% para 22%.

O Brasil foi o único país a ter dois aeroportos na lista dos 10 melhores do mundo no ano de 2018, segundo o ranking AirHelp Score. No total, 12 aeroportos brasileiros ficaram entre os Top 50, como o Aeroporto Internacional de Recife (11º lugar), o Tancredo Neves – Confins (15º) e o Santos Dumont (17º), no Rio de Janeiro.

De acordo com o ranking, o melhor do mundo é o Aeroporto Internacional Hamad, no Catar, seguido pelo Aeroporto Internacional Tóquio Haneda, no Japão, e o Aeroporto Internacional de Atenas, na Grécia. (Da Redação)

Companhias aéreas

Crédito: Reprodução

Evolução da performance

Crédito: Reprodução
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!