COTAÇÃO DE 15/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2370

VENDA: R$5,2380

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2600

VENDA: R$5,4070

EURO

COMPRA: R$6,2090

VENDA: R$6,2103

OURO NY

U$1.793,52

OURO BM&F (g)

R$303,17 (g)

BOVESPA

-0,96

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios Negócios-destaque
Crédito: Divulgação
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

Air Liquide, líder mundial em gases, tecnologias e serviços para a indústria e saúde, estabeleceu uma parceria com a ArcelorMittal na primeira planta de demonstração em escala industrial para capturar gás carbônico do processo siderúrgico e reciclá-lo em produtos químicos, especificamente o bioetanol avançado, que é a segunda geração de biocombustíveis fabricados a partir de biomassa não alimentar.

Neste projeto, a Air Liquide Engenharia e Construção fornecerá uma solução tecnológica que purifica os gases provenientes do alto forno. Tais gases serão injetados em um biorreator para produzir bioetanol. A tecnologia faz uso do extenso conhecimento da Air Liquide e ilustra a sua capacidade de desenvolver soluções sustentáveis, que auxiliam seus clientes na indústria siderúrgica na redução das emissões de gases do efeito estufa.

PUBLICIDADE

O projeto é liderado pela ArcelorMittal, líder mundial no ramo siderúrgico, em conjunto com sua parceira Lanzatech, com apoio do EU Horizon 2020, programa de pesquisa e inovação da União Europeia. Localizada na usina siderúrgica da ArcelorMittal em Ghent, na Bélgica, esta primeira planta de demonstração em escala industrial produzirá bioetanol avançado a partir de gases residuais do processo de fabricação do aço. A construção da instalação está em andamento e o início da operação da planta está previsto para o final de 2020. A expectativa é de produzir 80 milhões de litros de bioetanol anualmente.

François Venet, Vice-Presidente Sênior de Estratégia e membro do Comitê Executivo do grupo Air Liquide que supervisiona a Linha de Negócios de Grandes Indústrias e de Engenharia e Construção, afirma: “Esta nova parceria com a ArcelorMittal demonstra nosso compromisso compartilhado de contribuir para a redução das emissões de gases do efeito estufa. Este também é um projeto claro das iniciativas com as quais a Air Liquide se comprometeu, como parte de seus objetivos para o clima. Nós nos empenhamos em superar os limites da inovação, a fim de reduzir as emissões de carbono da indústria e desenvolver soluções de tecnologia para que nossos clientes contribuam para a transição energética”. (Da Redação)

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!