COTAÇÃO DE 21-01-2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4550

VENDA: R$5,4550

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4870

VENDA: R$5,6130

EURO

COMPRA: R$6,1717

VENDA: R$6,1729

OURO NY

U$1.829,52

OURO BM&F (g)

R$320,53 (g)

BOVESPA

-0,15

POUPANÇA

0,6107%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios
" "
Crédito: Divulgação

A Algar Telecom, empresa do grupo Algar que atua no setor de telecomunicações e TI, realizou na primeira quinzena de agosto seus primeiros testes com a tecnologia 5G. Após obtenção da licença de permissão da Anatel para uso da faixa de 3,5 MHz em caráter de teste e pesquisa científica, a experimentação foi realizada em laboratório, com a cooperação da multinacional Huawei e da Faculdade de Computação da Universidade Federal de Uberlândia (UFU).

Os testes foram feitos com o smartphone Huawei Mate 20X 5G, ainda não disponível comercialmente; em dispositivos roteadores domésticos (similares aos usados hoje no Wi-Fi) do modelo Huawei 5G CPE Wifi 6; e no dispositivo de realidade virtual PICO NEO 6DoF All-in-one.

PUBLICIDADE




“Hoje, há pouquíssimos dispositivos compatíveis com o 5G no mercado ou mesmo com placas de rede que suportem velocidades superiores a 1 Gbps. No futuro, essa oferta será ampliada e poderemos verificar, por exemplo, como será a experiência de vídeo em TV’s 8k”, explica o diretor de operações e tecnologia da Algar Telecom, Luis Lima.

Na avaliação de velocidade de conexão, os testes com 5G atingiram velocidade de 1.054 Mbps (acima de 1 Gbps) no downlink e 114 Mbps no uplink. O número é 10 vezes maior do que o alcançado hoje no 4.5G, pouco superior a 100 Mbps. A título de comparação, no 3G a velocidade máxima era de 10 Mbps, enquanto no 2G em torno de 100 kbps. Na prática, isso demonstra uma evolução da velocidade em um fator de crescimento de dez vezes a cada geração.

Em relação à latência, os testes do 5G chegaram a 6 ms. No 4.5G, em boas condições, a latência é de 15 ms.

“Como as especificações da nova arquitetura do core de rede do 5G ainda estão em andamento, a tendência é de que essa latência caia ainda mais, permitindo no futuro serviços de máxima confiabilidade e baixíssima latência, como carros autônomos, controle de drones e robôs a distância”, comenta o executivo.




Embora a Algar Telecom já tenha o serviço em caráter de testes, sua comercialização ainda dependerá do leilão das faixas de 5G, previsto pela Anatel para 2020.

“Trazemos sempre o que há de mais avançado para as áreas de atuação da Algar Telecom, então estamos bastante otimistas com as preparações para a chegada do 5G, para oferecermos aos nossos mais de 1 milhão de clientes móveis essa evolução tecnológica e também por se tratar de uma tecnologia indispensável para o aumento da competitividade do Brasil”, finaliza. (Da Redação)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!