COTAÇÃO DE 21-01-2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,4550

VENDA: R$5,4550

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,4870

VENDA: R$5,6130

EURO

COMPRA: R$6,1717

VENDA: R$6,1729

OURO NY

U$1.829,52

OURO BM&F (g)

R$320,53 (g)

BOVESPA

-0,15

POUPANÇA

0,6107%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

ArcelorMittal fecha acordo de naming rights

COMPARTILHE

" "
A Arena MRV, localizada na região Oeste da Capital, é um espaço multiúso, com capacidade para 46 mil pessoas, alinhada aos conceitos mundiais modernos para grandes construções esportivas | Crédito: Divulgação/Arcelor Mittal

Além de fazer parte, desde o início, das obras da Arena MRV como fornecedora oficial de aço para a construção do estádio, a ArcelorMittal crava o seu nome junto à nova casa do Atlético por meio de um projeto de naming rights de todo o andar com camarotes e lounges da arena multiúso.

Naming Rights (“Direito de Nome”, em português) se trata da prática entre empresas que compram ou alugam o nome de algum estabelecimento, que pode ser de diversos setores, tais como de espetáculos culturais, eventos esportivos, etc. Esses estabelecimentos ou partes deles são, então, batizados com o nome da própria empresa ou de algum produto relacionado a ela.

PUBLICIDADE




Esta prática teve origem nos Estados Unidos na década de 1920, quando o estádio do Chicago Cubs, time de basebol, foi batizado de Wringley Field, uma marca de chicletes. Em Belo Horizonte um dos exemplos mais conhecidos é o Marista Hall, na região Centro-Sul, que já teve a assinatura Chevrolet Hall no início dos anos 2000.

A parceria firmada ontem, 18, entre a ArcelorMittal e a Arena MRV, tem duração de cinco anos, nos quais a siderúrgica centenária poderá criar uma série de possibilidades de exposição de marca e de capitalização junto a diferentes perfis de público. A ativação começa muito antes da inauguração da arena, ainda durante as obras do estádio do Galo.

De acordo com a presidente da Fundação ArcelorMittal e diretora de Estratégia, ESG, Inovação e Transformação do Negócio da ArcelorMittal, Paula Harraca, essa é uma iniciativa inédita no setor. O objetivo é estar mais perto do consumidor, contando a história e os valores da empresa que começou suas atividades no Brasil na histórica Sabará, na Região Metropolitana de Belo Horizonte (RMBH).

“Essa é uma parceria inédita para a indústria de base. Com ela adotamos oficialmente o título do aço oficial da Arena. É dentro desse espaço – que tem o propósito ousado de ser a mais tecnológica arena da América Latina – e um polo importante de atração de espetáculos artísticos e esportivos de nível mundial, que queremos estar. É uma proposta de valor para a sociedade. Isso vai permitir a percepção do aço que está escondido dentro da construção pelas pessoas. Precisamos contar a nossa história, capitalizar essa presença”, explica Paula Harraca.

Essa é uma parceria inédita para a indústria de base, afirmou Paula Harraca, da ArcelorMittal | Crédito Leo Drumond / NITRO



O envolvimento da companhia com o esporte não é exatamente uma novidade. A empresa é a maior incentivadora do esporte em Minas Gerais, com mais de 30 mil mineiros beneficiados nos programas realizados pela Fundação ArcelorMittal, por meio de investimentos e aplicação de incentivos fiscais. São cerca de R$ 20 milhões já destinados à formação de atletas de base, a partir da Lei Estadual de Incentivo ao Esporte de Minas Gerais.

Para fazer as ativações serão lançados recursos tecnológicos avançados, mas não apenas isso. A ideia de já lançar a parceria durante a construção do estádio vem da noção de que é preciso fazer parte da história, construir um caminho e não “apenas pendurar a marca na parede”, defende a executiva, que continua: “Queremos envolver um público que tem total conexão com as nossas ações. Esporte e cultura são pilares da nossa ação social. É uma construção de marca que tem foco no cliente. Em como ele percebe a nossa proposta de valor. O consumidor contemporâneo quer saber como a marca se relaciona com as pessoas, a natureza, quais são os seus propósitos. Quais os valores sustentam o negócio da Arcelor? E o que está por trás dessa mudança de comportamento não é só o high tech, mas aquilo que toca as pessoas”, pontua.

A Arena MRV é uma arena multiúso, com capacidade para 46 mil pessoas, e alinhada aos conceitos mundiais modernos para grandes construções esportivas. Desde 2020, o estádio está sendo erguido em uma área de 128 mil m² e contará com 40 bares, 2.333 vagas de estacionamento, 80 camarotes e uma esplanada com 46 mil m², no bairro Camargos, na região Oeste.

Presente em mais de 60 países com bases industriais, a ArcelorMittal tem como uma de suas premissas pensar globalmente e agir localmente. “Essa parceria vai além do esporte. Ela diz respeito à crença no futuro do Brasil. Se constrói um país com aço. Fazemos parte de grandes histórias como a construção de Brasília, a Ponte Rio-Niterói e a construção do Mineirão, por exemplo. Entendemos que temos muitas coisas importantes para compartilhar com as pessoas. A Arena MRV é um empreendimento ousado, que aposta na capacidade e potencial de Belo Horizonte e de Minas Gerais no esporte, no turismo, na economia, na atração de novos negócios e na construção de uma sociedade melhor”, completa a presidente da Fundação ArcelorMittal.

Empresa lança programa Connect&Up

A ArcelorMittal Sistemas lança o Programa Connect&Up, uma oportunidade para profissionais que desejam ingressar na área de TI trabalhando com projetos desafiadores. O Programa foi elaborado para aspirantes à carreira de TI, independente da área de formação. Nessa edição do Connect&Up a oportunidade é para atuar na ArcelorMittal Sistemas em Analytics/Engenharia de Dados e em projetos do SAP, maior sistema de gestão empresarial do mundo.

A empresa busca profissionais que anseiam ser protagonistas de suas carreiras, apaixonados por inovação, que gostam da área de sistemas e que estejam cursando o último ano de graduação ou se formou nos últimos 2 anos. Além destes pré-requisitos, inglês fluente é obrigatório.




Os primeiros 120 inscritos e mais bem colocados na primeira etapa ganharão uma academia SAP Foundation ou uma academia em Engenharia de Dados. Ao final das academias, serão aplicadas avaliações. Os aprovados nas avaliações passarão pelos testes psicotécnico e entrevistas com comissão avaliadora e gestores. Os selecionados nesta etapa serão contratados pela ArcelorMittal Sistemas. Os interessados em participar devem se inscrever, até o dia 3 de dezembro, no link connecteuparcelormittalsistemas.com/.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!