COTAÇÃO DE 26/11/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5950

VENDA: R$5,5960

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6300

VENDA: R$5,7570

EURO

COMPRA: R$6,3210

VENDA: R$6,3222

OURO NY

U$1.792,60

OURO BM&F (g)

R$322,88 (g)

BOVESPA

-3,39

POUPANÇA

0,4620%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios
A organização da Felinju 2019 tem a expectativa de um crescimento de 15%, em relação à edição de 2018 - Créditos: Viola Junior

A Felinju tem expectativa de um crescimento de 15%, em relação ao ano anterior, e espera atrair mais de 25 mil visitantes para conhecer de perto as novidades dos 80 expositores participantes. Nesta edição, o encontro escolheu o governador Romeu Zema como patrono e vai homenagear Luiza Helena Trajano, do Magazine Luiza, personalidade do mundo do varejo.

Com o tema “Moda que (se) sustenta’ e a ‘Moda que (te) sustenta”, a feira promove o lançamento exclusivo das coleções Outono/Inverno de marcas de Juruaia, Andradas, Guaxupé, Uberaba, Muriaé, Betim, Nova Resende e Juiz de Fora. Em parceria com o Sebrae, é realizada a Rodada de Negócios, para captação de potenciais clientes, trazendo a possibilidade de produtos em pronta entrega com exclusividade em condições especiais.

PUBLICIDADE

Em 2018, a Felinju movimentou R$ 20 milhões em negócios e a expectativa nesta edição é superar este número.

“As empresas de Juruaia querem mostrar o potencial do negócio da lingerie como alternativa para driblar a crise”, comenta o presidente da Associação Comercial e Industrial de Juruaia (Aciju), José Antônio da Silva.

Paralelamente à feira, acontecerá o Festival Gastronômico Sabores de Juruaia, com bebidas e variedade de comidas típicas e shows regionais.

Protagonismo feminino – A cidade de Juruaia, considerada a capital da lingerie, detém o status de uma das maiores fabricantes do País. Em 1992, duas empresas deram início à produção de moda íntima no munícipio, mas acabaram fechando. No entanto, moradores da cidade enxergaram ali um negócio promissor e começaram a montar empresas, unindo qualidade, tendências alternativas e preço competitivos.

O desenvolvimento de Juruaia, que tem cerca de 10 mil habitantes, é um verdadeiro exemplo de empreendedorismo, já que, em 10 anos, a cidade conseguiu expandir sua economia, antes baseada na agropecuária, e se tornou um centro industrial de lingerie. A partir daí, as mulheres foram trocando as lavouras de café pelas máquinas de costura.

Em 1997, foi fundada a Aciju, que impulsionou a profissionalização das empresas ao oferecer cursos gratuitos para os funcionários dos associados, com o apoio do Sebrae. A entidade começou com 35 indústrias de moda íntima e hoje conta com 200 confecções na cidade, que juntas, vendem aproximadamente 1,5 milhão de peças por mês.

O polo de lingerie gera cerca de 5 mil empregos, ou seja, abrange quase 50% da população da cidade e ainda conta com mão de obra de cidades vizinhas. As empresas juruaienses vendem para todo o País e exportam para Alemanha, Japão, Bolívia, Estados Unidos, Irlanda, entre outros. As mulheres lideram o comando das empresas, à frente de 95% das confecções.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!