COTAÇÃO DE 06/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3640

VENDA: R$5,3650

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3470

VENDA: R$5,5200

EURO

COMPRA: R$6,4639

VENDA: R$6,4668

OURO NY

U$1.786,86

OURO BM&F (g)

R$309,04 (g)

BOVESPA

+1,57

POUPANÇA

0,1590%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios Negócios-destaque

Instituições de ensino e pesquisa receberão recursos da Cemig

COMPARTILHE

Propostas receberão recursos para a melhoria de instalações e redução da conta de energia - Crédito: Alisson J. Silva

Os clientes da Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig) com projetos aprovados no Programa de Eficiência Energética deste exercício terão as obras executadas no ano que vem. Orçados em R$ 15 milhões, os projetos preveem melhorias das instalações e promoverão mais conforto para funcionários e usuários, além da redução da conta de energia de escolas e universidades de todo o Estado.

Entre os beneficiados, estão instituições de ensino e pesquisa do Triângulo, Sul de Minas, Zona da Mata, Vales do Jequitinhonha e Mucuri, Vale do Aço e Belo Horizonte, além da companhia de saneamento de Juiz de Fora e uma indústria de embalagens de Ponte Nova. O presidente da energética, Cledorvino Belini, assinou a autorização para o início dos trabalhos na semana passada.

PUBLICIDADE

De acordo com a engenheira de Eficiência Energética da Cemig, Aline Pimenta, ao todo foram 126 propostas apresentadas e 14 aprovadas, segundo critérios estabelecidos pela estatal e Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), em 2019. “Podem participar empresas públicas e privadas, unidades consumidoras das tipologias industrial, residencial, comércio e serviços, poder e serviços públicos, rural e de iluminação pública”, explicou.

As propostas aprovadas na Chamada Pública de 2019 receberão recursos do Programa de Eficiência Energética da companhia para a execução de projetos de eficientização de iluminação, sistemas de ar condicionado, aquecimento solar, geração fotovoltaica e motores. O projeto teve início em agosto e foi concluído no mês passado. “Neste ano foram aprovados um cliente do setor industrial, um de comércio e serviços e o restante de serviços públicos”, citou a engenheira.

Os beneficiados são as universidades federais de Uberlândia, de Alfenas, de São João Del Rei, de Itajubá – Campus Itabira, dos Vale do Jequitinhonha e Mucuri, a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) de Juiz de Fora e Coronel Pacheco, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia – Campus de Juiz de Fora e Muzambinho, o Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Minas Gerais, o Instituto São Vicente de Paulo, a Indústria de Papéis e Embalagens de Ponte Nova, a Companhia de Saneamento de Juiz de Fora – Cesama e a Comissão Nacional de Energia Nuclear.

De acordo com a Cemig, a abertura do processo de Chamada Pública de Projetos de Eficiência Energética tem se consolidado por democratizar o acesso a iniciativas que têm como foco a preservação de recursos naturais e energéticos e o uso sustentável e seguro da energia elétrica, resultando na redução do consumo dessas unidades consumidoras.

A iniciativa integra o Programa de Eficiência Energética, regulado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), e ocorre anualmente, desde 2015, com a captação dos projetos. Geralmente o processo acontece no segundo semestre de cada ano.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!