COTAÇÃO DE 23 A 25/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,6750

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Opinião

Como elaborar um currículo competitivo?

COMPARTILHE

Crédito: Carmine Furletti

Seu currículo é o seu passaporte para uma entrevista de emprego e por isso ele precisa ser eficiente e atrativo. Você sabe como fazer isso? Esta dúvida é muito frequente e ao mesmo tempo parece simples, mas não é. O currículo precisa ser claro, objetivo e direto, mostrando quem é você e quais são as suas experiências. Então, toda a atenção é importante para aumentar suas chances para conquistar uma entrevista de emprego.

 Lembre-se que este documento é o que lhe torna único, por isso diga o necessário para ser atrativo para quem for avaliá-lo, ao ler.

PUBLICIDADE

Primeiramente, no cabeçalho você deve colocar só o básico: nome, estado civil, filhos, celular, e-mail e cidade em que reside. Na sequência, liste suas principais qualificações mostrando quem é você como profissional, quais as principais experiências que o tornam diferenciado e qual o porte dos projetos que já participou.

 Na parte de formação acadêmica, liste todas as graduações e formações, descrevendo o nome do curso, instituição de ensino e o ano de formação ou a previsão de conclusão. Em Histórico Profissional, conte sua trajetória iniciando pela atual empresa em que você trabalha ou a mais recente, caso tenha saído. Não se esqueça de colocar as datas de entrada e saída em cada posição exercida. É muito importante, você citar também qual cenário você encontrou ao assumir cada posição. Destaque as atividades executadas e, claro, os resultados, tanto qualitativos quanto quantitativos. Você pode seguir esta mesma lógica para as demais empresas em que trabalhou.

 Uma dúvida também latente é quanto se deve ou não colocar no currículo os trabalhos voluntários exercidos e se isso contaria pontos a favor em um processo seletivo. A minha resposta para esta pergunta será sempre sim, já que o voluntariado, no currículo, passa diversas mensagens positivas para o recrutador.

Além de mostrar que o candidato adquiriu competências, experiências e aumentou a rede de relacionamentos, como em qualquer outro trabalho, atuar com voluntariado sinaliza que, no mínimo, a pessoa tem empatia. Algumas empresas encaram o trabalho voluntário como uma forma de o candidato demonstrar seus valores, preocupação com o coletivo e a doação em prol de outras pessoas.

 O trabalho voluntário pode aparecer no campo “atividades complementares” do currículo. Caso possua duas ou mais experiências, pode ser criado um tópico somente para conceder mais detalhes dessa vivência. Informe as atividades desempenhadas, a instituição e o período do voluntariado. Já para o currículo de um profissional recém-formado, o voluntariado é uma atividade importante para ser acrescentada ao documento, uma vez que já é conhecido que ele não terá experiência em sua área de atuação.

Todos os detalhes são importantes em processos seletivos, por isso, um currículo estruturado e com visual favorável explicita, inclusive, a capacidade organizacional do candidato, além da criatividade, logo outro ponto de atenção é quanto à importância do design do currículo. Em tempos em que os recrutadores recebem milhares de currículos diariamente, além de um bom conteúdo, é sim muito importante pensar em uma forma criativa de se apresentar. Agora é preciso também cautela, pois currículos que fogem um pouco do padrão como mencionado anteriormente irão demandar mais tempo de leitura e interpretação para quem recebe. Por isso, a dica é buscar a diferenciação, mas com cuidado.

Recomendo usar cores que retratem sua profissão. Se é uma posição mais tradicional use cores mais sóbrias, mas se é uma área criativa, espera-se inclusive que você já demonstre no seu material este seu dom. Seu currículo precisa encantar no primeiro olhar. Cuidado com desenhos e imagens que podem brigar com o texto. Tudo precisa estar harmônico e bem distribuído. Quanto mais clean for o seu material, melhor.

Quanto à foto, aproveito para dizer que não se usa mais inseri-la no currículo, salvo se você está buscando trabalho em eventos. Da mesma forma, informações de documentações ou informações extensas são desnecessárias. O mais importante é que dentro de um layout agradável e chamativo, você possa contar no currículo sua experiência profissional.

Atuando como Headhunter, o famoso caça-talentos, toda vez que leio um currículo, eu me pergunto: Por que eu chamaria este candidato para uma entrevista? Por isso é preciso tornar-se atrativo e mostrar os pontos que fazem de você, um profissional diferenciado.

Mais do que layout e um currículo bonitinho, lembre-se de que o que mais será avaliado são quais resultados você pode dar para a organização que poderá lhe contratar. Mas claro, se conseguir unir conteúdo e design, sua chance de ser considerado para a próxima entrevista de emprego aumenta, e muito. No mais, é preciso lembrar que que um currículo bem estruturado, é o roteiro perfeito para a sua conversa com o entrevistador.

*CEO, board advisor e headhunter da Prime Talent; Professor convidado da Fundação Dom Cabral e Conselheiro de RH da ACMinas e ChildFund Brasil | Instagrams: @davidbraga e @prime.talent
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!