DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2090

VENDA: R$5,2100

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,1800

VENDA: R$5,3600

EURO

COMPRA: R$6,0756

VENDA: R$6,0768

OURO NY

U$1.813,62

OURO BM&F (g)

R$300,00 (g)

BOVESPA

-3,08

POUPANÇA

0,2446%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Opinião Opinião-destaque
Crédito: Filó alves

Simone Las Casas*

Investimentos em tecnologia, foco no relacionamento com o cliente e a informatização do setor são algumas das estratégias responsáveis por driblar a alta nos preços da construção civil e possibilitar uma recuperação acelerada em meio à crise provocada pela pandemia do novo coronavírus.

PUBLICIDADE

De acordo com dados da Confederação Nacional da Indústria (CNI), o Índice de Confiança do Empresário da Construção subiu 7,7 pontos entre julho e agosto, ultrapassando a marca que indica o início de um cenário confiante. A disposição para investir também aumentou. Neste aspecto, o índice alcançou 39,5 pontos e remeteu aos níveis pré-pandemia, época na qual registrava valores superiores a 40.

Os resultados positivos são animadores para profissionais da área que se mostra como um dos pilares para o desenvolvimento socioeconômico do país –  responsável por cerca de 7% do PIB brasileiro e pela geração de milhares de empregos anualmente. Mais do que apenas garantir a sobrevivência do setor durante a crise, a rápida adoção de medidas de contenção foi capaz de proporcionar resultados ainda superiores ao mesmo período do ano anterior.

Um dos maiores aprendizados que a pandemia trouxe para a construção civil foi o da importância do investimento em tecnologia e comunicação. Por meio do big data, por exemplo, é possível mapear obras e identificar qual região está mais aquecida e qual é o produto mais procurado para ajustar os estoques e controlar a inflação.

Entre as medidas preventivas que possibilitaram a continuidade das obras estão a adoção do distanciamento social e o uso de equipamentos de proteção, como a máscara. A rápida recuperação também se deve à adesão de práticas sustentáveis. Além de minimizar os grandes impactos ambientais, essas alternativas são importantes para a redução de gastos e aumento da produtividade, não só na construção civil, mas em diversos segmentos.

Afinal, pensar em novas maneiras de oferecer serviços e produtos é essencial, especialmente, quando as necessidades e o perfil de consumidor estão em constante mudança. “Entre as novas apostas, a lean construction chama a atenção pela capacidade de aumentar a produtividade, enquanto evita desperdícios de matéria-prima, tempo e dinheiro O mais importante, porém, são as inúmeras vantagens que essa técnica proporciona ao meio ambiente, um fato que merece ainda mais destaque no contexto atual.

*Diretora da empresa de revestimentos sustentáveis Ecogranito

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!