COTAÇÃO DE 26/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$6,6420

VENDA: R$6,6450

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia Política

Fiemg lança manifesto e faz críticas ao Judiciário

COMPARTILHE

Crédito: Charles Silva Duarte/Arquivo DC

A Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg) divulgou ontem um manifesto a favor do direito à liberdade de expressão e direitos individuais ao Poder Judiciário do País.

O presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, explica que o objetivo do documento é chamar a atenção para as ações que o sistema Judiciário está adotando frente a questões de investigações das fake news. “O Judiciário é uma instituição imparcial. Ela julga, não abre inquérito, não investiga. Pedimos que haja um respeito às instituições e que assim os processos sejam seguidos conforme deve ser realizado”, esclarece.

PUBLICIDADE

A Fiemg destaca as investigações e a possibilidade de desmonetização de sites e portais de notícias que estão sendo acusados em inquéritos contra as fake news. “Em nosso entender, impor sanções sem o devido processo legal, contraditório e ampla defesa é uma precipitação, além de inequívoca afronta à Constituição Federal”, explica o presidente da Fiemg, Flávio Roscoe.

Conforme o manifesto, a previsão constitucional, “a manifestação do pensamento, a criação, a expressão e a informação, sob qualquer forma, processo ou veículo não sofrerão qualquer restrição, observado o disposto nesta Constituição”. Fica claro o propósito da Carta Magna de resguardar a todo e qualquer cidadão, sem distinção, o direito à livre manifestação.

“A Fiemg espera que a exacerbação desta interpretação por parte do Supremo Tribunal Federal (STF) seja revisada. Atuar, assim, será fundamental para resguardar o Estado Democrático de Direito, em que as liberdades individuais devem ser sagradas e asseguradas permanentemente. Elas são condições para um país prosperar, garantindo segurança jurídica e institucional para investidores e empreendedores. É preciso deixar claro: a defesa dos direitos individuais é o único caminho para construir um futuro de desenvolvimento e prosperidade para o Brasil. É fundamental garantir que todos os brasileiros tenham assegurado seu direito à liberdade de expressão. Não queremos que hoje aqueles que celebram eventuais censuras sejam os censurados de amanhã”, complementa Roscoe.

O presidente da Fiemg, Flávio Roscoe, ressalta que o manifesto é apartidário e que expressa a avaliação da federação. “Nosso objetivo é que retome um equilíbrio no País e garantir o direito de expressão dos industriais”, finaliza.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!