COTAÇÃO DE 23 A 25/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,6750

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Política

Mesmo com veto, obra da BR-367 pode ter recursos

COMPARTILHE

Obra de pavimentação da BR-367 foi anunciada em dezembro do ano passado, mas recursos foram bloqueados no Orçamento | Crédito: Ricardo Botelho - MInfra

Uma movimentação está sendo feita pela bancada mineira no Senado para garantir recursos para a pavimentação do trecho da BR-367, que liga Jacinto e Salto da Divisa, no Vale do Jequitinhonha. Na última semana, o presidente da República, Jair Bolsonaro, vetou os recursos previstos no orçamento, após anúncio das obras em dezembro do ano passado.

Inicialmente, estavam previstos investimentos na BR-367 na ordem de R$ 157 milhões para a pavimentação do trecho, que é marcado pelo grande movimento de carros e caminhões no local.

PUBLICIDADE

De acordo com o senador Carlos Viana (PSD-MG), ficaram R$ 15 milhões para as obras na BR-367, mas a situação deverá se modificar nos próximos meses, com a obtenção de mais R$ 15 milhões daqui a cerca de dois meses e de pelo menos R$ 30 milhões no segundo semestre deste ano.

“Temos o compromisso de recompor o orçamento para as obras do asfaltamento começarem o mais rapidamente possível. Por enquanto, estão sendo feitas as pontes”, destaca o senador.

BR-381

Ainda em relação às rodovias mineiras, o senador Carlos Viana (PSD-MG) também conta que está havendo uma movimentação em torno da questão da BR-381. O edital de concessão da rodovia e também da BR-262, encaminhado em agosto do ano passado pelo Ministério da Infraestrutura ao Tribunal de Contas da União (TCU), permanece no órgão. “Estamos cobrando a questão do edital”, afirma Viana.

Segundo o senador, os investimentos federais de R$ 63 milhões na BR-381 continuam de pé. O anúncio do aporte foi feito em março pelo presidente do Senado, Rodrigo Pacheco (Democratas-MG). As obras envolvem tanto duplicação quanto a melhoria de infraestrutura.

A quantia, segundo Viana, é suficiente para terminar os dois lotes restantes e que o governo se comprometeu a entregar antes da privatização da rodovia. “Os dois lotes em andamento vão continuar”, diz ele, que lembra ainda que existem grupos internacionais interessados na BR-381.

Quando anunciou os investimentos, Pacheco já havia falado acerca da importância do aporte para a rodovia em Minas Gerais.

“A nossa prioridade absoluta no Brasil é o enfrentamento à pandemia, mas como senador por Minas Gerais eu não posso deixar de me dirigir ao povo de Minas para dizer que as nossas grandes reivindicações do Estado estão sendo defendidas no Parlamento. No Orçamento estava destinado muito pouco recurso para a BR-381, mas nós garantimos a elevação para o valor de R$ 63 milhões, muito além do que estava previsto. Portanto, a defesa por pautas dos mineiros está sendo realizada pela nossa bancada”, disse ele.

O DIÁRIO DO COMÉRCIO procurou o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) para saber mais informações sobre o assunto, mas não obteve um retorno até o fechamento desta edição.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!