DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,1220

VENDA: R$5,1230

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,1430

VENDA: R$5,2800

EURO

COMPRA: R$6,1922

VENDA: R$6,1950

OURO NY

U$1.876,87

OURO BM&F (g)

R$309,26 (g)

BOVESPA

+0,13

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Turismo

Abih-MG empossa diretoria para biênio 2021/2023

COMPARTILHE

Crédito: Wilson Vicente

A Associação Brasileira da Industria de Hotéis de Minas Gerais (Abih-MG) elegeu a nova diretoria para o biênio 2021/2023, em assembleia virtual realizada no dia 10 de maio. A entidade continua sob gestão do presidente Guilherme Sanson, que pretende ampliar a representatividade da hotelaria mineira, com foco em ações para a retomada econômica do setor pós-pandemia.

“Nossa meta é ampliar nossa atuação e focar na regionalização da Abih-MG com a implantação de quatro filiais em cidades do interior. Queremos ficar mais perto de cada hoteleiro, ouvir os anseios e as demandas de toda classe para ir em busca de soluções e programas que atendam a realidade do setor em Minas Gerais”, afirma o presidente da Abih-MG, Guilherme Sanson.

PUBLICIDADE

A nova diretoria é composta por profissionais altamente qualificados e de diferentes partes do Estado para agregar mais pluralidade à gestão e explorar toda a potência que o turismo mineiro possui. “São muitos os desafios do setor, mas estamos comprometidos em ajudar com todos os recursos possíveis para a rápida recuperação econômica da hotelaria”, aponta Sanson.

Conquistas e desafios De acordo com o presidente, muitas conquistas foram alcançadas em favor do segmento na última gestão, como a isenção de taxas, interlocução com o poder público, assessoria jurídica e o aumento da representatividade do setor com cadeiras no Conselho Estadual e Municipal de Turismo, mas reforça que é preciso ir além. “Vamos seguir prestando todo o suporte para a hotelaria mineira, com pesquisas de mercado, banco de dados e, sobretudo, com a implantação de um programa específico para a qualificação da mão de obra para o segmento”, afirma Sanson.

Um dos grandes desafios dessa gestão é contribuir com a retomada da atividade econômica do setor, pois desde o início da pandemia o setor hoteleiro agoniza e acumula perdas históricas. Prova disso é que em abril, a média da taxa de ocupação em Belo Horizonte ficou em 24,55%, o pior desempenho registrado em 2021.

Segundo Sanson, esses dados são alarmantes, mas a nova gestão está empenhada em ações para contribuir com uma mudança gradual desse cenário a partir do 2º semestre do ano.

“A hotelaria não suporta mais essa situação, precisamos que o plano de vacinação nacional e estadual avance logo, é urgente. Não podemos mais seguir na contramão do desenvolvimento econômico, enquanto vidas, empregos e empresas estão sendo perdidos. Não é normal convivermos com altos índices de mortes e não ter vacina disponível para a população se existem duas vacinas já aprovadas no país. A vacinação é que vai alavancar a economia e trazer confiança para as empresas e para as pessoas viajarem novamente. Isso é óbvio, mas falta o governo fazer mais. A Abih-MG permanecerá ativa na luta por esse direito que é de todos nós e em busca de medidas efetivas que garantam um fôlego para os nossos negócios”, finaliza o presidente da entidade.

Os membros da gestão 2021/2023 são: Guilherme Sanson, Presidente; Pollyanna Campos, 1ª vice-presidente;  Rosana Ferraz, 2ª vice-presidente; Pablo Ramos, 3º vice-presidente, Marcela Oliveira, diretora Secretária;  Diego Pires,  diretor Secretário-Adjunto; Flávia Badaró, diretora Tesoureira; Carolina Drumond, diretora tesoureira adjunta; Francely Lopes, diretora administrativa; Rogério Wanderley, diretor de hotéis de Rede; Alexandre Vieira, diretor de Pousadas Urbanas; Farley Alves, diretor de Resorts, Pousadas Rurais e Hotéis Fazenda; Patricia Coutinho, diretora de Comunicação; Rodrigo Cançado, diretor Comercial; Fernanda de Moura, diretora de Eventos; Anderson Bastos, 1º conselheiro fiscal e Érica Drumond, Conselho Consultivo.

Setor deve reagir apenas no próximo ano

Desde o início da pandemia, o Turismo é um dos segmentos que mais tem sido atingido pela crise que afetou diretamente milhões de vidas e a economia global. De acordo com pesquisa feita pelo Sebrae sobre os impactos da vacinação na retomada das atividades dos pequenos negócios, esse segmento deve voltar ao patamar de faturamento anterior à pandemia somente em 2022, mesmo que 100% da população já tenha sido vacinada até dezembro desse ano.

Além do setor depender da vacinação em massa da população, os empreendedores desse segmento deverão se adaptar aos novos desejos e necessidades dos clientes. Para entender melhor esse contexto e mapear as oportunidades que surgem nesse novo normal, o Sebrae elaborou estudo que mostra pontualmente as principais tendências do Turismo para o Brasil e também revela os desejos e anseios do público fluminense quando pensa em turismo.

“Esse material orienta as empresas do trade turístico e ajuda na elaboração de políticas públicas que permitam que o turismo volte a ser uma das principais fontes de recursos e de geração de empregos, tanto no Rio de Janeiro quanto no resto do País”, ressalta o presidente do Sebrae, Carlos Melles.

De acordo com o estudo, para que as empresas do setor voltem a faturar, elas terão que adotar os protocolos de segurança e aderir às novas tecnologias com o intuito de garantir aos clientes mais confiança no empreendimento. Como inovações sugeridas pelo estudo do Sebrae, estão a inclusão de check-in e check-out digitais, identificação digital, pagamento por aproximação, internet das coisas, realidade virtual e inteligência artificial.

“No período pré-Covid, o turismo representava 3% do PIB do Estado do Rio de Janeiro e era o destino preferido de 40% do total de turistas do País. Para fugir da crise, o empreendedor precisa encontrar as melhores estratégias que façam a diferença no seu negócio. A aproximação com o cliente; a diversificação do portfólio; lições de boas práticas; adoção de mecanismos que assegurem ao cliente segurança sanitária; utilização de tecnologias que possibilitem o low touch (pouco contato); a implantação nos seus modelos de negócios e serviços de tendências como: workation, ecoturismo e experiências, e uma organização para lidar com necessidade de adiamentos, cancelamentos de reservas são caminhos que o empresário deve seguir. Para acompanhar essas mudanças, os empreendedores podem contar com o nosso apoio. Elaboramos um conjunto de soluções e conteúdos para ajudá-los a passar por esse momento”, reforça o diretor-superintendente do Sebrae Rio, Antonio Alvarenga.

O levantamento do Sebrae também aponta o turismo de luxo com uma forte demanda e indica caminhos para que as empresas possam atingir esse nicho. Dentre as dicas da instituição, estão o turismo gastronômico, prestação de serviços exclusivos de bem-estar, aluguel de suítes para microcelebrações ou de espaços inteiros e a oferta de passeios personalizados. O Turismo de Charme também é uma boa oportunidade para atrair turistas.

Em alta – O estudo revela que os empreendedores que investirem no turismo de proximidade e ecoturismo poderão se beneficiar dessa retomada das atividades com maior agilidade. De acordo com o levantamento, os turistas desejam conhecer cidades do interior, viajar de carro ou em voos com até 3 horas de duração e estão atentos às medidas de proteção adotadas pelas empresas.

“Com a pandemia do coronavírus, o turismo nacional precisará se reinventar. As pessoas têm procurado viajar para lugares mais próximos e que ofereçam recursos naturais, como praias, cachoeiras, reservas e parques. Além disso, a execução de ações de impacto social pode ser um diferencial para atrair novos turistas”, pontua o presidente do Sebrae. (ASN)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!