COTAÇÃO DE 17/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2820

VENDA: R$5,2820

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3100

VENDA: R$5,4500

EURO

COMPRA: R$6,2293

VENDA: R$6,2322

OURO NY

U$1.754,86

OURO BM&F (g)

R$298,96 (g)

BOVESPA

-2,07

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Turismo

Governo federal lança portal de investimentos para o turismo

COMPARTILHE

Gilson Machado: essas iniciativas são fundamentais ao setor | Crédito: Divulgação/MTur
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

O Ministério do Turismo e o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) lançaram três ações com foco na atração de investimentos, modernização da sinalização turística no País e desburocratização dos processos que dependem de licenças ambientais.

“Lançamos o Portal de Investimentos, que é uma ferramenta fundamental na divulgação de oportunidades de negócios para atrair mais investimentos no Brasil no setor de Turismo; um sistema que desburocratiza e garante agilidade nos processos que o Iphan precisa se posicionar e autorizar obras no País; e ainda um novo Guia Brasileiro de Sinalização Turística para orientar trajetos e passeios a destinos e atrativos turísticos em todo o País. Essas iniciativas demonstram o compromisso do nosso governo com o País”, destaca o ministro do Turismo, Gilson Machado Neto.

PUBLICIDADE

O presidente Jair Bolsonaro, ao prestigiar o evento, destacou que o setor de Turismo foi um dos mais impactados pela pandemia de Covid-19 e que o governo continuará trabalhando para ajudar o setor e os seus trabalhadores. “O Brasil é um país que teima em dar certo. O Brasil não é mais o país do futuro. É o País do presente. O Brasil é um país fantástico”, acrescentou o presidente.

Entre as iniciativas lançadas está o Portal de Investimentos, que reunirá um portfólio digital de projetos no setor de turismo, aproximando investidores, empreendedores e o poder público. E, a partir da divulgação de oportunidades, fomentará investimentos privados e estimulará novos negócios, além de parcerias público-privadas. A plataforma está disponível nas versões inglês e espanhol e integra a estratégia de transformação digital do governo brasileiro. O portal também está disponível nos idiomas inglês e espanhol.

O Portal de Investimentos estará em constante atualização e já reúne 50 projetos com investimentos previstos na ordem de US$ 4 bilhões (R$ 21 bilhões). A expectativa é de que essas ações possibilitem a geração de mais de 116 mil empregos diretos e indiretos e, consequentemente, mais renda para a população. Os projetos listados na plataforma são divididos por segmentos, como aventura, ecoturismo, negócios e eventos. O site possui, ainda, uma área com um Guia do Investidor com informações e orientações para este público.

Saip – Com foco na transparência, celeridade e maior segurança técnica e jurídica na avaliação dos processos de licenciamento ambiental, o Iphan passa a contar com o Sistema de Avaliação de Impacto ao Patrimônio (Saip). A ferramenta digitaliza parte do processo, que antes era manual, e possibilitará que os projetos de infraestrutura mais simples, que representam 70% das solicitações e que antes levavam semanas ou até meses para serem analisadas, passem a ter o resultado em minutos.

O sistema utiliza o georreferenciamento como base e faz o cruzamento de informações da base de dados do Iphan com os dados inseridos virtualmente pelo proponente, automatizando etapas e possibilitando esse ganho nos prazos de liberação. O próprio sistema indicará a necessidade de realização de estudo de impacto ao Patrimônio Cultural no local da obra ou se a atividade está dispensada dessa exigência.

Dessa forma, a análise por um técnico, nesta fase, apenas será necessária em casos mais complexos como, por exemplo, quando for identificada a existência de bens tombados na área de influência direta do empreendimento ou se o responsável pelo empreendimento discordar do posicionamento do Iphan emitido automaticamente.

“O Iphan recebe, anualmente, cerca de 4.000 pedidos de análise sobre a necessidade de estudos de avaliação de impacto ao patrimônio para obras de construção e reformas. Essa economia de tempo dos nossos técnicos, que antes precisavam analisar manualmente cada um desses processos, permitirá ao Iphan ampliar a sua atuação em outras frentes de interesse, como a fiscalização. O sistema auxilia a proteção ao Patrimônio Cultural Brasileiro e contribui para o crescimento econômico do País, uma vez que agiliza as análises, sem prejuízo dos critérios já consolidados pelo Iphan”, destaca Larissa Peixoto, presidente do Instituto.

Sinalização – Já o Guia Brasileiro de Sinalização Turística – que teve a primeira edição em 2001 – foi atualizado. O documento orienta locais turísticos nacionais quanto à sinalização adequada para facilitar a movimentação de visitantes entre as áreas contribuindo, assim, para o desenvolvimento da atividade turística e a potencialização da geração de empregos e divisas.

O guia apresenta um passo a passo para que estados e municípios possam sinalizar os deslocamentos quer sejam feitos a pé, de bicicleta ou automóvel a destinos, locais e atrações de interesse turístico que formam o Patrimônio Cultural e Natural do Brasil, como sítios históricos, artísticos, naturais e arqueológicos e as paisagens culturais.

O objetivo é construir uma linguagem comum que retrate a diversidade cultural do País, valorizando a identidade e as peculiaridades das regiões brasileiras e garantindo a unidade de forma das placas. Por isso, o documento conta com características da tipografia, modelos de placas, abreviações e consolida no Brasil a sinalização de cor marrom, reconhecida internacionalmente como indicativa de bens turísticos e patrimoniais, bem como padroniza e reitera pictogramas já consagrados de acordo com padrões internacionais.

O Guia Brasileiro de Sinalização Turística foi elaborado em parceria pelo Iphan, Ministério do Turismo, Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) e a Organização para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco).

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!