COTAÇÃO DE 02-12-2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6600

VENDA: R$5,6600

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8130

EURO

COMPRA: R$6,3753

VENDA: R$6,3783

OURO NY

U$1.768,55

OURO BM&F (g)

R$319,92 (g)

BOVESPA

0,4902

POUPANÇA

+3,66%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

exclusivo Turismo

Hotéis de BH comemoram índice de ocupação durante o Carnaval

COMPARTILHE

Expectativa era que a ocupação média na Capital fosse maior entre 10% e 15% este ano, do que o registrado em 2019 | Crédito: Diogo Ferreira Baia

O Carnaval de Belo Horizonte resistiu às chuvas e a alguns problemas de organização, lotou as ruas de foliões e fez a alegria do setor hoteleiro da Capital. Segundo o Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Belo Horizonte (Sindhorb-BH), este ano, aproximadamente 50 hotéis tiveram 100% de sua ocupação de sexta a domingo.

E a maioria da rede hoteleira conseguiu, durante o período de Carnaval, obter de 50% a 90% de sua ocupação. Belo Horizonte possui, atualmente, 220 hotéis.

PUBLICIDADE

Para o presidente do Sindhorb-BH, Paulo César Pedrosa, essa foi a melhor festa dos últimos cinco anos de Belo Horizonte.

“Avalio o Carnaval deste ano como muito bom. Tivemos experiência muito boa de policiamento; aumento dos banheiros químicos. A cidade e os foliões estão de parabéns. Claro que tivemos alguns problemas, mas foram poucos, o que é normal para uma festa dessa amplitude. Acredito que Belo Horizonte será muito bem avaliada pelos turistas. Já estamos nos consolidando como o terceiro maior Carnaval do País”, analisa Pedrosa.

Os resultados alcançados comprovaram as estimativas divulgadas em janeiro. A expectativa era que a ocupação média na Capital fosse maior entre 10% e 15% do que o registrado no mesmo período do ano passado. Os hotéis supereconômicos – aqueles com diárias entre R$ 100 e R$ 200 – foram os que obtiveram os melhores resultados, e quase um mês antes da folia já estavam com a lotação bem próxima do limite nos dias da folia.

A previsão da Associação Brasileira da Indústria de Hotéis de Minas Gerais (Abih-MG) apontava no mesmo sentido. Os empreendimentos da região Centro-Sul alcançariam ocupação média de 80% e o restante da Capital deveria se contentar com 58% de taxa média de ocupação.

No ano passado, segundo dados da Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur), a Capital recebeu 4,3 milhões de foliões, entre moradores e turistas, destes, 18,6% se hospedaram em hotéis, um aumento de 15% em relação a 2018.

Os empreendimentos apresentaram taxa de ocupação média de 66,82%, índice que também apresentou crescimento, 9,2%; e diária média de R$ 226,06, um aumento de 26%, em relação ao Carnaval de 2018.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!