COTAÇÃO DE 27/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,7380

VENDA: R$4,7380

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,8300

VENDA: R$4,9460

EURO

COMPRA: R$5,0781

VENDA: R$5,0797

OURO NY

U$1.853,86

OURO BM&F (g)

R$284,80 (g)

BOVESPA

+0,05

POUPANÇA

0,6462%

OFERECIMENTO

Turismo

Melhorias para o turismo em pauta na Câmara dos Deputados

COMPARTILHE

Presidente do Sebrae defendeu maior apoio ao segmento, lembrando que a instituição já atua em parceria com o Ministério do Turismo e Embratur | Crédito: Charles Damasceno

Durante audiência pública na Câmara dos Deputados realizada nessa terça-feira (15) o presidente do Sebrae, Carlos Melles, defendeu maior incentivo para o turismo no país, como forma de fortalecer o setor e gerar mais empregos e renda.

A sessão, que faz parte da elaboração do Orçamento Geral da União para 2020 e discutiu a alocação de recursos para o setor, foi presidida pela senadora Kátia Abreu, destacando que as cadeias produtivas do agronegócio e do turismo podem impulsionar o desenvolvimento do Brasil.

PUBLICIDADE




O presidente do Sebrae afirmou que não se pode esvaziar o setor, já que o Brasil tem uma grande capacidade turística. “A agricultura é a base e o turismo é o que gera o emprego. Nós temos o maior potencial do mundo”, observou Melles, lembrando que o Sebrae possui uma parceria com o Ministério e a Embratur. “Temos uma grande parceria que é o Investe Turismo, que vai atingir 30 rotas onde vamos atuar”, assinalou.

Segundo a senadora Kátia Abreu, tanto o turismo quanto o agronegócio são fundamentais para a economia do país.

“Os setores possuem uma força extraordinária, inclusive no turismo é onde está a maior parte das micro e pequenas que atuam por meio do Sebrae. É um potencial extraordinário de empregos e as duas áreas serão a salvação do Brasil”, acrescentou a senadora, que apresentou o Plano Anual do Turismo 2020, no qual estão elencadas todas as propostas que serão apresentadas no Orçamento Geral da União.

O ministro interino do Turismo, Daniel Nepomuceno, fez um balanço das atividades da pasta e da Embratur, ressaltando o programa Investe Turismo, desenvolvido em parceria com o Sebrae.

PUBLICIDADE




“Vamos conversar com os estados e municípios, que perceberão os reflexos diretos do Investe Turismo”, explica Nepomuceno, observando que as 30 rotas turísticas escolhidas vão abranger 158 municípios nas cinco regiões do país.

Vinícius Lages, que já foi ministro da área, destacou que é necessário procurar fontes alternativas para investir no setor, além dos recursos orçamentários.

“Precisamos compreender o turismo como atividade econômica. O Sistema S pode participar da capacitação dos pequenos empreendedores, que somam 50 segmentos ligados ao turismo”, finaliza.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!