COTAÇÃO DE 23 A 25/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6270

VENDA: R$5,6270

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,8030

EURO

COMPRA: R$5,6730

VENDA: R$5,6750

OURO NY

U$1.792,47

OURO BM&F (g)

R$327,87 (g)

BOVESPA

-1,34

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Direto da Redação Turismo

No Dia Mundial do Turismo, setor celebra a retomada gradativa das atividades em Minas

COMPARTILHE

Crédito: Pedro Vilela / Agencia i7

Celebrado nesta segunda-feira (27), o Dia Mundial do Turismo ressalta a importância das atividades do setor em toda a cadeia social e econômica do País, especialmente de Minas Gerais.

Neste ano, a data resgata seu brilho habitual com a retomada gradativa e segura das atividades ligadas ao turismo, que foram impactadas pelas restrições impostas pela pandemia de Covid-19.

PUBLICIDADE

Aos poucos, os turistas começam a programar novas viagens, movimentando uma série de segmentos econômicos. Na última semana, o governo de Minas, por meio da Secretaria de Estado de Cultura e Turismo (Secult), anunciou que investirá R$ 25 milhões para desenvolvimento turístico das cidades mineiras.

A iniciativa faz parte do programa “Reviva Turismo”, lançado em maio de 2021, que visa resgatar a confiança do setor na retomada das atividades turísticas.

A analista de turismo da Fecomércio MG, Milena Soares, destaca que o estado é um dos destinos mais procurados do país, por reunir do turismo histórico ao de negócios.

“Minas é um estado múltiplo, repleto de riquezas culturais e naturais, que geram emprego e renda às famílias. Quem viaja pelas estradas do estado se encanta com cada cenário e nossa riqueza da cozinha mineira, contida em iguarias como pão de queijo, feijão tropeiro, frango com quiabo e doce de leite que renderam a Belo Horizonte o título de Cidade Criativa da Gastronomia da Unesco em 2019”.

A reabertura das atividades turísticas também veio acompanhada de cautela por parte dos empresários. Uma sondagem da Fecomércio MG, com o apoio do Observatório do Turismo de Minas Gerais, da Tourqual Consultoria e da Smart Tour, mostrou as ações do setor para minimizar os impactos da pandemia.

Em maio, há quem já tivesse remarcado ou adiado serviços (20,1%), postergado investimentos (17%) e adotado medidas para controlar a folha de pagamento (15%). Quase metade precisou de crédito para manter suas operações.

Se por um lado, 78,5% dos empresários do setor de turismo acreditavam que seu negócio só iria se recuperar a partir de 2022, por outro a retomada gradual da economia traz esperança ao setor e gera novas expectativas.

A nova rotina concilia a volta dos viajantes – que tem privilegiado o turismo doméstico – com a adoção de medidas para o controle do vírus e a segurança aos visitantes.

Para isso, a especialista destaca a importância de uma comunicação transparente e fluída entre empresário e cliente. “O estabelecimento deve informar todas as medidas de prevenção que estão sendo adotadas, além do funcionamento dos atrativos turísticos locais e outros serviços na região. Assim, o turista poderá decidir qual será o melhor momento para voltar a viajar e conseguirá explorar ainda mais os destinos escolhidos”, explica a analista de turismo.

Inovação para as atividades turísticas

No mercado, há soluções inovadoras para quem deseja se adaptar ao momento, como certificações e sistemas de monitoramento de contatos. Desde o ano passado, a Fecomércio MG, em parceria com a Tourqual Consultoria, disponibiliza o Selo de Certificação Tourqual. A solução atesta a excelência de serviços e experiências turísticas a partir de indicadores relacionados ao Covid-19.

Com a Smart Tour, a Federação proporciona aos seus representados um sistema inteligente de monitoramento do fluxo turístico, adaptando esse serviço para rastrear contatos com Covid-19 e proporcionar mais segurança aos viajantes durante a pandemia.

Já para alavancar o marketing digital dos estabelecimentos, a entidade conta com a parceria da Coevo – Place Branding. A empresa oferece uma metodologia com ações do planejamento à divulgação de atrativos, cultura e gastronomia locais, fortalecendo a busca pelos negócios turísticos.

“Apostar em serviços diferenciados é uma alternativa para a retomada das atividades turísticas. Não por acaso, a Fecomércio MG oferece um canal de atendimento exclusivo para os empresários do setor, por meio de uma consultoria de diagnóstico personalizada. A equipe de Negócios Turísticos está pronta para orientar o empresário quanto ao ‘novo normal’”, ressalta Milena.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!