COTAÇÃO DE 17/06/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,0220

VENDA: R$5,0220

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,0600

VENDA: R$5,2030

EURO

COMPRA: R$5,9965

VENDA: R$5,9993

OURO NY

U$1.773,32

OURO BM&F (g)

R$287,07 (g)

BOVESPA

-0,93

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Coronavírus Turismo
Caso Backer afetou o circuito das cervejas artesanais | Crédito: Daniel Mansur

Dois mil e vinte, definitivamente, não tem sido um ano fácil para o setor turístico de Belo Horizonte. A Capital começou o ano animada como os resultados de 2019. No ano passado, a cidade se destacou entre as capitais com melhor performance nas estatísticas da hotelaria, no acumulado de janeiro a novembro, divulgado pelo Fórum de Operadores Hoteleiros do Brasil (FOHB), apresentando o maior crescimento no valor da diária média, 17,2%, em relação às 13 outras capitais analisadas.

A Taxa de Ocupação teve um aumento de 5,9%, e a Receita por Apartamento Disponível (RevPar), 24,1%, atrás, apenas, de Vitória (ES) que apresentou um crescimento de 27,8%.

PUBLICIDADE

A realidade, porém, mudou rapidamente e, mesmo antes do fechamento dos estabelecimentos e paralisação das atividades em março, como medida de prevenção a disseminação do novo coronavírus, já havia enfrentado o “caso Backer” – quando foi descoberta a contaminação de parte da produção da cervejaria por dietilenoglicol, que levou consumidores a morte -, em janeiro, colocando em suspeição um dos principais atrativos da cidade – o circuito das cervejas artesanais -; e as fortes chuvas em fevereiro, que espantaram parte dos turistas que vinham para o Carnaval.

Mesmo diante desse quadro desanimador, o presidente da Empresa Municipal de Turismo de Belo Horizonte (Belotur), Gilberto Castro, se coloca como um “otimista consciente” para a reconstrução do turismo da Capital no pós-Covid-19.

Reverenciada como a “capital nacional dos bares” e homologada oficialmente pela Organização Mundial das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), como Cidade Criativa pela Gastronomia, no ano passado, a cidade oferece muitos outros atrativos, inclusive um Patrimônio Cultural da Humanidade, o Conjunto Arquitetônico da Pampulha, desde 2016 reconhecido pela Unesco.

“O que a Belotur vem fazendo é dialogar o máximo possível com o trade local e com várias pessoas no Brasil todo. É importante a escuta, nessas horas acabamos tendo imputs, oxigenando o cérebro. Estou otimista porque no Brasil temos a oportunidade de aprender com outros que passaram pela pandemia antes de nós”, explica Castro.

Para o gestor público, Belo Horizonte apresentar uma série de diferenciais competitivos diante das tendências que se colocam para o futuro pós-Covid-19. A primeira é a desconfiança quanto à segurança sanitária dos destinos: “Até aqui, a cidade vem apresentando taxas de contaminação pelo novo coronavírus e de ocupação de leitos pelo Covid-19 abaixo da média apresentada pelas das principais cidades brasileiras; e a outra, o fortalecimento do turismo local e destinos secundários: Somos a capital do segundo estado mais populoso do País e com o maior número de municípios – 853. Podemos atrair o próprio turista mineiro que antes ia para outros estados e países. Além disso temos um entorno rico em patrimônio natural e cultural que pode ser trabalhado em conjunto”.

“Acredito que a tendência mais importante é a confiança. Tudo isso está custando muito caro para o cidadão. Ainda que o segmento de ‘negócios e eventos’ continue sendo muito importante para Belo Horizonte, já vínhamos trabalhando o turismo de lazer, destacando a experiência de uma cidade surpreendente. Além disso, temos outros campos importantes que devem ser valorizados, como o turismo de saúde, que nasceu junto com a própria cidade. Hoje, queremos conquistar o próprio morador para que ele seja o embaixador da nossa capital”, conclui o presidente da Belotur.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!