COTAÇÃO DE 17/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2660

VENDA: R$5,2660

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2500

VENDA: R$5,4230

EURO

COMPRA: R$6,4106

VENDA: R$6,4134

OURO NY

U$1.866,89

OURO BM&F (g)

R$316,43 (g)

BOVESPA

+0,87

POUPANÇA

0,2019%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Turismo

Turismo: Minas está entre os destinos mais acolhedores

COMPARTILHE

Crédito: Diego Marquioli / Secult
Crédito: Diego Marquioli / Secult

A tradição, a cultura, o turismo, a cozinha e o jeito único de seu povo fazem de Minas Gerais um dos dez destinos mais acolhedores do mundo, segundo o ranking global da premiação Traveller Review Awards 2021 da plataforma de reservas on-line Booking.com. Esta é a primeira vez que uma localidade brasileira está presente na lista das Regiões Mais Acolhedoras no Mundo. A pesquisa, divulgada na terça-feira (19), elencou os vencedores a partir das avaliações das propriedades que os viajantes fizeram na Booking.com, após estadia, de acordo com as experiências e o que eles mais valorizam dentro das categorias avaliadas.

Para o secretário de Estado de Cultura e Turismo de Minas Gerais, Leônidas Oliveira, esse resultado reflete a mineiridade, essa união das nossas culturas e formas de se colocar no mundo, frente a consolidação das políticas públicas de Turismo no Estado, bem como a constante profissionalização do setor.

PUBLICIDADE

“Estar entre os dez locais mais acolhedores do mundo, sendo o único representante do Brasil na lista é motivo de celebração para todos nós e motivação para nossos próximos projetos estratégicos a serem iniciados a partir de fevereiro dentro da segunda fase de reestruturação do setor, com o lançamento do projeto Minas para o Brasil. Uma série de ações e parcerias que irão potencializar o mercado. As iniciativas desenvolvidas em Minas Gerais para atrair turistas vão além do destino, está no turismo de experiência, no turismo cultural, de paisagem, de aventura que é tendência. Minas é o estado com o maior potencial nessa área com 4 Patrimônios da Humanidade, cozinha mineira exuberante, 432 museus, festivais, congado, artesanato internacional além de concentrar 62% do Patrimônio Cultural Tombado do País”, destaca Leônidas.

Dos destinos ranqueados, os selecionados se destacaram por, mesmo em um ano marcado por desafios incomparáveis para toda a indústria do turismo, conseguirem tornar as experiências de viagens ainda mais inesquecíveis: seja pela oferta de hospedagem, aluguéis de carro ou táxis para o aeroporto. Além de Minas Gerais, foram premiadas as regiões Taitung Country (Taiwan), Prešovský kraj (Eslováquia), Oberösterreich (Austria), Tasmânia (Austrália), Canterbury (Nova Zelândia), Nova Scotia (Canadá), Chubut (Argentina), O’Higgins (Chile) e Iowa (Estados Unidos).

O prêmio inclui diversas categorias que avaliam a qualidade dos serviços oferecidos. “Funcionários” foi a mais bem avaliada entre os vencedores do Traveller Review Award 2021, seguida pela limpeza e localização da acomodação – resultado que está em linha com as tendências globais. Com o aumento da preocupação dos consumidores com relação à saúde e higiene, não é de se surpreender que os vencedores tiveram, em média, uma nota de limpeza 17% maior do que a nota média de limpeza das propriedades não vencedoras, o que sugere que esse aspecto pode ser o diferencial para uma estadia perfeita.

Lista – A lista de países com o maior número de parceiros de acomodações premiadas também inclui a Itália (151.801), a Espanha (81.341), a França (77.687), a Alemanha (63.829), a Croácia (52.992), o Reino Unido (48.649), a Rússia (47.188), a Polônia (46.272), os Estados Unidos (43.572) e o Brasil (40.491).

MTur emite 26 mil selos de locais seguros

Nesta semana, o Ministério do Turismo ultrapassou a marca de 26 mil selos “Turismo Responsável, Limpo e Seguro” emitidos a atividades turísticas em todo o País. Ao todo, já são 26.012 selos. Trata-se de uma sinalização visual que identifica estabelecimentos e guias de turismo que assumiram, declaradamente, o compromisso em adotar protocolos de biossegurança para proteger turistas e trabalhadores contra a Covid-19. E, desta forma, possibilitar que a retomada das atividades turísticas ocorra de forma mais segura no Brasil.

O selo está disponível para 15 atividades turísticas, como meios de hospedagem, parques temáticos, restaurantes, cafeterias, bares, centros de convenções, feiras, exposições, guias de turismo, dentre outros. Cada segmento possui um protocolo sanitário específico, elaborado em parceria com empresas e instituições ligadas ao setor (trade), a partir de diretrizes internacionais. Também há um protocolo destinado exclusivamente aos turistas, com atitudes de cada um que protegem a todos. Os documentos foram validados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Os segmentos com maior número de adesão ao selo são: agências de turismo (7.971), meios de hospedagem (5.817), guias de turismo (3.747), transportadoras turísticas (3.356) e restaurantes, cafeterias, bares e similares (1.746). Já os estados que registraram a maior adesão à iniciativa são: São Paulo (5.045), Rio de Janeiro (3.910), Minas Gerais (2.232), Bahia (1.918) e Rio Grande do Sul (1.906).

O secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França, lembra que o Brasil foi um dos dez primeiros países do mundo a lançar protocolos de biossegurança para o setor de turismo. “A adesão ao selo Turismo Responsável, Limpo e Seguro mostra o compromisso cada vez maior do setor de turismo brasileiro em se adequar à esta nova realidade que exige medidas de segurança e proteção contra a Covid-19”, acrescenta França.

Adesão – O interessado em solicitar o selo precisa, primeiro, estar com a situação regular no Cadastur, que é o cadastro de prestadores de serviços turísticos. O cadastro é rápido, gratuito e pode ser feito on-line. Na sequência, é preciso acessar o site do Selo Turismo Responsável, ler as orientações e declarar atender aos pré-requisitos determinados. Após estes passos, o interessado é encaminhado para uma área do site onde pode realizar o download do selo para impressão.

O selo deverá ser colado em local de fácil acesso ao cliente. O estabelecimento pode disponibilizar um QR Code juntamente com o selo pelo qual o turista poderá consultar as medidas adotadas por aquele empreendimento e/ou profissional. Caso o turista verifique a ausência da adoção aos protocolos de biossegurança pode entrar em contato com o Disque Saúde pelo telefone 136 ou acionar os órgãos municipais de fiscalização sanitária.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!