COTAÇÃO DE 14/05/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2710

VENDA: R$5,2710

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,2700

VENDA: R$5,4330

EURO

COMPRA: R$6,3961

VENDA: R$6,3990

OURO NY

U$1.843,90

OURO BM&F (g)

R$311,62 (g)

BOVESPA

+0,97

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Nível de atividade no Estado ainda é baixo, mas há sinais de retomada

COMPARTILHE

Crédito: Divulgação

O índice de atividade da indústria da construção de Minas Gerais manteve queda em julho, embora menos acentuada do que a verificada no mês anterior. Abaixo dos 50 pontos desde novembro de 2012, apontando recuo da atividade, o indicador alcançou 45,8 pontos em julho, um crescimento de 3,1 pontos frente a junho quando registrou 42,7 pontos. O indicador foi o maior para o mês em quatro anos e, na comparação com os 41,6 pontos de julho de 2017, aumentou 4,2 pontos.

A Sondagem da Indústria da Construção de Minas Gerais, divulgada ontem pelo Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), mostrou recuo também no número de empregados no período. O índice, que alcançou os 40,4 pontos em julho, aumentou 4,4 pontos na comparação com o mês anterior, sinalizando uma queda menos intensa do emprego.

PUBLICIDADE

O indicador de número de empregados, que até junho acumulava retração de 2,9 pontos, passou a acumular crescimento de 1,5 ponto em 2018. Apesar disso, o resultado segue abaixo dos 50 pontos há quatro anos e foi 0,3 ponto inferior ao apurado em julho do ano passado.

A gerente de estudos econômicos da Federação das Indústrias do Estado de Minas Gerais (Fiemg), Daniela Muniz, ressaltou que a melhora gradual do índice de atividade da construção e do número de empregados pode ser atribuída a condições macroeconômicas mais favoráveis.

“O quadro macroeconômico está relativamente mais favorável, com inflação e taxa de juros mais baixos, e o nível de atividade e o número de empregados têm apresentado uma melhora gradual ao longo do tempo, com o recuo diluído nos últimos meses”, explicou.

Expectativas – De acordo com os dados da sondagem, a expectativa dos empresários é de estabilidade com relação à evolução do nível de atividade e ao número de empregados para os próximos seis meses.

Em agosto de 2018 o indicador de expectativa da atividade indústria da construção mineira atingiu 49,9 pontos, o melhor resultado para o mês desde 2013 e um aumento de 3,1 pontos frente a julho deste ano.

Já o número de empregados alcançou a linha dos 50 pontos em agosto e aumentou 4,5 pontos frente a julho. O resultado foi 3,1 pontos superior ao de agosto de 2017 e o melhor para o mês em cinco anos.

Ainda abaixo dos 50 pontos, o índice referente às compras de insumos e matérias-primas também cresceu na comparação com julho, quando registrava 46,9 pontos, e alcançou a marca dos 49,5 pontos em agosto, o maior nível para o mês, desde 2013.

Apontando maior pessimismo dos empresários, o indicador de novos empreendimentos e serviços recuou 0,5 ponto entre julho (47,4 pontos) e agosto (46,9 pontos). No entanto, o índice foi 1 ponto acima do apurado em agosto de 2017 e o mais elevado para o mês nos últimos cinco anos.

Investimentos – Com queda acumulada de 8 pontos neste ano, o índice de intenção de investimento aumentou 2,2 pontos em agosto na comparação com julho e alcançou os 26,3 pontos. O indicador varia de 0 a 100 pontos e, quanto maior o valor, maior é a intenção de investir.

Na avaliação da gerente de estudos econômicos da Fiemg, apesar da inflação e taxa de juros estarem em níveis mais baixos, fatores como o elevado nível de desemprego, os desajustes das contas públicas e a indefinição do quadro eleitoral influenciam negativamente a disposição aos investimentos.

“O crescimento do setor depende da elevação da taxa de investimentos e da economia. Atualmente não temos condições para que isso aconteça, há um nível de incerteza muito grande na economia e, para o empresário, essa insegurança causa receio de investir”, afirmou Daniela Muniz.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!