DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,1220

VENDA: R$5,1230

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,1430

VENDA: R$5,2800

EURO

COMPRA: R$6,1922

VENDA: R$6,1950

OURO NY

U$1.876,87

OURO BM&F (g)

R$309,26 (g)

BOVESPA

+0,13

POUPANÇA

0,2019%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Negócios

Bem Brasil busca maior produtividade na fábrica de Perdizes

COMPARTILHE

A Bem Brasil é líder na fabricação de batata pré-frita congelada | Crédito: Divulgação

Os R$ 700 milhões que estão sendo investidos pela Bem Brasil, maior fabricante de batata pré-frita congelada do País, na expansão da fábrica localizada no município de Perdizes, no Alto Paranaíba, vai proporcionar ganhos em produtividade e na qualidade tanto das leguminosas utilizadas pela empresa quanto nos produtos processados.

É que os aportes contemplam a ampliação do armazém, por meio da construção de uma nova câmara de congelamento automático, duplicação da potência de uma de suas usinas termelétricas, com a aquisição de equipamentos.

PUBLICIDADE

De imediato, os projetos proporcionarão uma série de benefícios à empresa, como vantagens logísticas, otimização da segurança dos alimentos no manuseio, economia no consumo de energia elétrica e controle de estoque disponível de forma on-line. “A iniciativa nasce como resultado do crescimento, já que dobramos o volume de vendas nos últimos quatro anos, além das exigências da expansão prevista. Assim, é preciso adequar o espaço para abrigar matérias-primas e produtos acabados”, resume o diretor operacional da unidade, Célio Zero.

A nova câmara será composta por dois corredores de 143 metros de comprimento e terá capacidade total de 30 mil toneladas.

Já o Gerente Agrícola da Bem Brasil, Valdir Turra, contou que com o aumento da capacidade de armazenagem vai ser possível concentrar a produção de batatas no inverno, período que, pela menor incidência de chuvas, garante maior produtividade e qualidade dos tubérculos.

“Produzindo em uma janela mais curta de plantio, dentro de um período recomendado, se consegue uma qualidade melhor e, consequentemente, uma rentabilidade melhor também. Além disso, conseguiremos proporcionar uma maior capacidade de investimento aos nossos fornecedores”, disse.

Conforme ele, a empresa preza por atender as necessidades dos fornecedores em relação à cultura da batata. “Buscamos aporte tecnológico e investimentos em pesquisa para aprimorar as técnicas de manejo e garantir a qualidade da nossa matéria-prima”, completou.

De acordo com Turra, atualmente, a companhia trabalha em formato de parceria com produtores. Com a capacidade instalada de 250 mil toneladas de produtos acabados e uma rentabilidade de aproximadamente 50% da matéria-prima, são necessárias pelo menos 500 mil toneladas de batatas in natura para abastecer o processo produtivo anualmente. Ao todo, são 14 produtores parceiros, incluindo os próprios acionistas da Bem Brasil.

Com os investimentos, a empresa vai aumentar o volume de produção das atuais 250 mil toneladas ao ano, para cerca de 500 mil, além de diversificar o mix – que hoje contempla mais de 20 itens voltados para food service e varejo nacional. Assim, o consumo de tubérculos deve chegar a 1 milhão de toneladas por ano. Atualmente, a Bem Brasil é líder em vendas de batata pré-frita congelada no País, com 40% do mercado.

Por fim, o gerente lembrou que a Bem Brasil também está investindo em uma solução completa para garantir a continuidade da geração de energia própria e, consequentemente, mais segurança na operação da planta e um peso menor do insumo na composição de custo do produto final.

Para isso, foram comprados equipamentos, com vistas a dobrar a potência de uma das usinas termelétricas, em Perdizes, como conjunto turbogerador, transformadores, retificadores, bancos de baterias, turbina a vapor, entre outros, entregues neste mês de abril. O material ainda é projetado para oferecer alta performance e mais eficiência nas diversas aplicações.

A Bem Brasil foi fundada em dezembro de 2006, em Araxá, no Alto Paranaíba, e é uma fabricante 100% brasileira de batata pré-frita congelada e flocos desidratados de batata. Pioneira na atividade, conta, atualmente, com duas unidades fabris na região: a de Araxá e a outra no município de Perdizes, inaugurada em 2017. Juntas, as plantas geram mais de 600 empregos diretos e de 2 mil indiretos.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!