COTAÇÃO DE 07/12/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6180

VENDA: R$5,6180

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6500

VENDA: R$5,7830

EURO

COMPRA: R$6,3427

VENDA: R$6,3451

OURO NY

U$1.784,35

OURO BM&F (g)

R$323,23 (g)

BOVESPA

+0,65

POUPANÇA

0,5154%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais
Crédito: Divulgação/ UFMG

A Diretoria de Ação Cultural da UFMG confirmou que o 52º Festival de Inverno UFMG será realizado entre 14 e 23 de setembro, com atividades on-line, gratuitas e abertas para todos.

Sob o tema Mundos possíveis: culturas em pensamento, o festival pretende organizar palestras, fóruns e apresentações artísticas com transmissão ao vivo pela internet.

PUBLICIDADE

Também está sendo preparado o lançamento de publicações digitais e de uma mostra que promoverá intervenções nas ruas de Belo Horizonte.

A temática desta edição prioriza o diálogo entre pesquisadores, mestres da tradição, artistas, filósofos e estudiosos para, juntos, encaminharem a imaginação de mundos possíveis, mobilizados pelos impactos socioculturais da pandemia.

“O festival existe há 54 anos. Houve apenas dois anos em que deixou de ser realizado. Nosso objetivo é manter o festival vivo, contínuo, como um espaço de criação e pensamento conectado com as pautas emergentes e com as propostas que apontam para o futuro. O 52º festival vai acontecer, como um convite para aprofundarmos o quanto desta crise atual é resultado de concepções de mundo e valores culturais que precisam ser revistos. Um convite para pensarmos quais mundos possíveis podem emergir com a revisão desses valores e atitudes”, expressa o diretor de Ação Cultural da UFMG, Fernando Mencarelli.

O evento estava previsto para ocorrer ente 14 e 21 de julho. A equipe curatorial já havia iniciado o seu planejamento quando, em março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) declarou a pandemia do Covid-19. Foi preciso, então, reformular o evento.

“Ele sempre teve essa característica de se reinventar, de ter espaço para encontrar formas e ideias para moldar o novo: temas, linguagens e discussões no âmbito das artes e da cultura. Não podia ser diferente esse ano, diante dessa conjuntura que impõe vários desafios para o território cultural no mundo todo. Além de trazer essa discussão para o centro, estamos buscando novos modos de utilizar a tecnologia, não só para viabilizar as discussões, mas em relação às próprias criações artísticas que vão compor a grade do festival”, explica Mencarelli.

A programação completa será divulgada em breve. Acompanhe pelas redes sociais do evento: www.facebook.com/festivalufmg e www.instagram.com/festival_ufmg.

História – A primeira edição do Festival de Inverno UFMG foi realizada em 1967, em Ouro Preto. Pioneiro no país como festival plural, seus idealizadores foram os professores Haroldo Matos, da Escola de Belas-Artes da UFMG, Berenice Menegale e Maria Clara Dias Paes, da Fundação de Educação Artística.

O evento durava cerca de um mês, oferecendo cursos e oficinas em diversas áreas da cultura, e favorecendo o nascimento de grupos artísticos como Galpão, Uakti e Giramundo, entre outros.

Ouro Preto acolheu o festival até 1979. No ano seguinte o evento não foi realizado, devido à forte repressão política e censura às artes no Brasil. Suas edições seguintes ocorreram na cidade de Diamantina. Em 1984, devido a uma greve geral na UFMG, o festival deixou de acontecer.

Diamantina voltou a sediá-lo em 1985, mas em 1986 e 1987, a cidade de São João del-Rei foi o cenário do evento. Já com um caráter itinerante, a 20ª edição do festival, em 1988, aconteceu em Poços de Caldas. Entre 1989 e 1992, foi a vez de Belo Horizonte acolher o evento. O festival retornou a Ouro Preto e, depois, foi realizado em Diamantina, voltando de vez para a capital mineira somente em 2014.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!