COTAÇÃO DE

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6280

VENDA: R$5,6280

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,6030

VENDA: R$5,7800

EURO

COMPRA: R$6,7254

VENDA: R$6,7278

OURO NY

U$1.763,38

OURO BM&F (g)

R$319,29 (g)

BOVESPA

+0,34

POUPANÇA

0,1590%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

DC Mais Direto da Redação

Pesquisa apresenta impactos da pandemia na dinâmica demográfica de Minas

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Crédito: Amanda Perobelli / Reuters

Fundação João Pinheiro (FJP) realizou um estudo que detalha os óbitos por Covid-19 em Minas Gerais. Os resultados serão apresentados durante o webinar 2020 – O Cenário da Pandemia de Coronavírus e seus Impactos na Dinâmica Demográfica em Minas Gerais, especificando, inclusive, consequências demográficas como migração e a esperança de vida ao nascer.

Com pouco mais de 800 mil casos confirmados de contágio e aproximadamente 16 mil óbitos por Covid-19, Minas Gerais, em termos relativos, ocupa a 25ª posição em número de mortes entre as 27 unidades federativas do país, com 76 óbitos por 100 mil habitantes.

PUBLICIDADE

Já em números absolutos, também entre todas as unidades federativas, Minas é o terceiro estado com maior número de óbitos, dados consolidados até o último dia 10 de fevereiro de 2021.

Avaliando esse cenário, o autor do estudo e pesquisador da FJP, Olinto Nogueira explica que o foco em demografia apresenta o comportamento da pandemia por período, sexo, faixa etária, cor/raça e Regiões Geográficas Intermediárias (RGInt). “Além disso, analisamos os impactos em dinâmicas demográficas como mortalidade, natalidade e migração”, aponta.

Outro resultado da pesquisa em destaque, ainda de acordo com Nogueira, repercute a esperança de vida ao nascer. “Antes da pandemia, a esperança de vida ao nascer de Minas Gerais estava estimada, pelo IBGE, em 78,2 anos. Isso representa um aumento, aproximadamente, de três anos em relação aos últimos dez anos. Nove meses de pandemia, em 2020, fizeram com que esse indicador, pelos cálculos da FJP, recuasse em torno de 0,65 meses. Isso representa perda de, aproximadamente, 20% em tudo que se ganhou nos últimos dez anos. É como se a esperança de vida ao nascer recuasse dois anos para o mesmo nível de 2018. Todo esse impacto foi causado em um dos estados, relativamente, menos afetados. Isso nos dá uma dimensão da tragédia para as outras regiões”, conclui o pesquisador.

O evento será transmitido nessa sexta-feira (19), ao vivo pelo canal da FJP no YouTube, a partir das 10h, sendo possível a interação com os pesquisadores via chat.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

CONTEÚDO RELACIONADO

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!