COTAÇÃO DE 26/02/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,6050

VENDA: R$5,6055

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5730

VENDA: R$5,7530

EURO

COMPRA: R$6,7113

VENDA: R$6,7142

OURO NY

U$1.732,60

OURO BM&F (g)

R$307,54 (g)

BOVESPA

-1,98

POUPANÇA

0,1159%%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Balança comercial: saldo de Minas encolhe 22% até agosto

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram
Valor das exportações caiu 7,9% devido a menores remessas de café e minério de ferro

O saldo da balança comercial de Minas Gerais continua pressionado pela queda das exportações e pelo aumento das importações neste ano. Até agosto, o saldo foi superavitário em US$ 9,519 bilhões contra um resultado também positivo de US$ 12,205 bilhões nos mesmos meses de 2017, uma queda de 22%. Os dados são do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (Mdic).

O resultado do comércio exterior do Estado caiu porque as exportações entre janeiro e agosto somaram US$ 15,595 bilhões e tiveram queda de 7,9% quando comparadas às de igual período de 2017 (US$ 16,919 bilhões). Ao mesmo tempo e na mesma comparação, as importações neste ano chegaram a US$ 6,076 bilhões contra US$ 4,714 bilhões, aumento de 28,8%.

PUBLICIDADE

No caso das exportações, a queda aconteceu principalmente por causa das menores remessas de minério de ferro e café ao exterior. Estes dois produtos são os mais importantes para os embarques estaduais, com participação de 40%, juntos. Já as importações foram favorecidas pela entrada de automóveis das unidades da Fiat Chrysler Automobiles (FCA) instaladas na América Latina.

Os embarques de minério de ferro entre janeiro e agosto deste ano somaram US$ 4,475 bilhões sobre US$ 6,013 bilhões no mesmo intervalo de 2017, redução de 26,6%. Minas embarcou 280,2 milhões de toneladas a menos em 2018. Ainda assim, o minério continua como o principal produto da pauta de exportações, com participação de 28,6%.

As remessas de café ao exterior também caíram em quantidade e rendimento. O Estado embarcou 11,7% a menos em volume no acumulado até agosto diante do mesmo período de 2017. As remessas do grão ao mercado externo renderam US$ 1,756 bilhão sobre US$ 2,175 bilhões, queda de 19,3%, em igual confronto.

Ao contrário do minério de ferro e do café, as exportações de soja e do ferronióbio entre janeiro e agosto registraram aumentos de 69% e 18%, respectivamente, em relação ao mesmo intervalo de 2017. No caso do ouro, foi registrado um crescimento de 0,8% nos embarques deste ano.

Hulha betuminosa – No que se refere às importações, o produto mais comprado por Minas no mercado externo foi a hulha betuminosa, que é o carvão mineral, usado nos altos-fornos de usinas instaladas no território mineiro, com participação de 8,8% nos desembarques do intervalo.

Porém, a importação de veículos, praticamente a totalidade pela FCA, continua impulsionando as compras externas de Minas Gerais. Os desembarques de automóveis somaram US$ 532,7 milhões de janeiro a agosto sobre US$ 100,9 milhões no mesmo período de 2017, um salto de 427,9%.

Na divisão por blocos econômicos, a Ásia se mantém como a maior parceira comercial de Minas Gerais, tanto em termos de exportações quanto de importações. Até agosto deste ano, os países asiáticos foram destino de 42,1% de tudo que o Estado exportou, a maior parte em minério de ferro e soja para a China. A Ásia também foi a origem de 26,1% de tudo que Minas comprou.

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no telegram

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

VEJA TAMBÉM

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!

FIQUE POR DENTRO DE TUDO !

Não saia antes de se cadastrar e receber nosso conteúdo por e-mail diariamente