COTAÇÃO DE 25/05/2022

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$4,8200

VENDA: R$4,8210

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$4,8900

VENDA: R$5,0160

EURO

COMPRA: R$5,1520

VENDA: R$5,1546

OURO NY

U$1.853,68

OURO BM&F (g)

R$287,13 (g)

BOVESPA

-0,98

POUPANÇA

0,6724%

OFERECIMENTO

Destaque Economia

Comércio e serviços perdem R$ 8,8 bi com onda roxa em MG

COMPARTILHE

Apenas nos primeiros 13 dias de fechamento dos estabelecimentos na onda roxa, o prejuízo total estimado pela FCDL-MG chegou a R$ 6 bilhões | Crédito: Divulgação

A aplicação das medidas mais restritivas do Minas Consciente, programa do governo mineiro para conter o avanço da pandemia de Covid-19, está causando prejuízos enormes aos setores de comércio e serviços no Estado. A estimativa é que no período de vigência da Onda Roxa, que vai de 17 de março a 4 de abril, as perdas cheguem a R$ 8,8 bilhões, conforme levantamento feito pela Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Minas Gerais (FCDL-MG).   

De acordo com o presidente da FCDL-MG, Frank Sinatra, a situação das empresas é cada vez mais grave e as perdas só aumentam. 

PUBLICIDADE




“Sabemos que a situação da saúde é séria, mas, todos os dias muitos CNPJs estão sendo sepultados vivos. Os empresários, com as atividades suspensas, não têm mais como reagir. Eles estão sem condições de pagar aluguel, salários, impostos e estão com duplicatas vencendo. Vejo empresários com 40 anos, 50 anos de mercado perdendo tudo em função do impacto econômico gerado pela pandemia e pelas medidas de restrição”, relatou.

Levando em consideração apenas os 13 primeiros dias de fechamento das atividades, o prejuízo diário, com base no Produto Interno Bruto (PIB), chegou a R$ 462 milhões em Minas Gerais, o que em 13 dias soma R$ 6 bilhões.

Desta maneira, a estimativa é que 203 mil empresas estão fechadas, o que representa 58% do total. São cerca de 1.470.482 postos de trabalhos não funcionando ou funcionando abaixo da potencialidade, representando 57% do total.

“Estamos impedidos de funcionar e também sem a ajuda do governo federal, que ainda não liberou medidas como as do Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, que custeia parte do salário dos funcionários. Muitos empresários estão demitindo para não aumentar o passivo. Se não voltarmos às atividades rapidamente, o caos será muito maior. Os índices de desemprego estão elevados e podem aumentar, assim como o fechamento de mais empresas”, disse.

Reunião representantes do comércio

PUBLICIDADE




Devido à crise grave enfrentada pelos setores de comércio e serviços, os presidentes das CDLs mineiras e das Associações Comerciais do Estado (ACEs) tiveram na última segunda-feira (29/03), uma reunião virtual exclusiva com o governador de Minas Gerais, Romeu Zema. Durante o encontro, foi reforçada a necessidade de equilíbrio nas medidas restritivas, já que os setores de comércio e de serviços são os que mais vêm sofrendo com os impactos da pandemia.

“Pedimos para o governador permitir que os setores de comércio e serviços voltem a funcionar a partir de 1º de abril e que a Onda Roxa não seja prolongada. Os empresários trabalham seguindo todos os protocolos para evitar a transmissão da Covid-19 e estão sendo penalizados. É preciso que sejam feitas mais fiscalizações, evitando festas clandestinas, o que são as grandes propagadoras da doença”, disse o presidente da Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas de Minas Gerais (FCDL-MG), Frank Sinatra.

Durante a reunião, o governo de Minas apresentou medidas que estão sendo adotadas para auxiliar os empresários que estão impedidos de abrirem os negócios. Dentre elas estão o Refis do ICMS, parcelamento de débitos com Copasa e Cemig e o novo Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte (Pronampe).

“O diálogo com o governador foi muito importante e espero que a Onda Roxa não seja prolongada. Precisamos sair dessa situação tão calamitosa que estamos vivendo”, finalizou Sinatra. 

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!