COTAÇÃO DE 20/10/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,5600

VENDA: R$5,5610

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,5630

VENDA: R$5,7070

EURO

COMPRA: R$6,4683

VENDA: R$6,4712

OURO NY

U$1.782,01

OURO BM&F (g)

R$318,60 (g)

BOVESPA

+0,10

POUPANÇA

0,3575%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia

Custo da construção sobe 20,13% em Belo Horizonte

COMPARTILHE

O gasto com material de construção aumentou 41,20% nos últimos 12 meses, a maior elevação em 26 anos | CRÉDITO: ALISSON J. SILVA - ARQUIVO DC

O preço do aço no Brasil saltou em 130% nos últimos 12 meses e elevou consigo o custo da construção. Segundo o Sindicato da Indústria da Construção Civil no Estado de Minas Gerais (Sinduscon-MG), no mesmo período, o Custo Unitário Básico de Construção (CUB/m²) em Belo Horizonte cresceu 20,13%.

Apenas no primeiro semestre de 2021 o aumento do CUB chegou a 12,39%, a maior alta para o período em 26 anos. No mesmo período, o gasto com material atingiu elevação de 20,91%.

PUBLICIDADE

A assessora econômica da entidade, Ieda Vasconcelos, lembra que o aumento nos gastos com materiais supera as elevações observadas no Índice Geral de Preços – Mercado (IGP-M), calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), que registrou alta de 15,08% no primeiro semestre. Além disso, no acumulado de 12 meses, encerrados em junho de 2021, o custo com materiais de construção subiu 41,20%, outro recorde para os últimos 26 anos.

“Aumentos dessa proporção não eram vistos desde a década de 1990, quando o País observava cenários de hiperinflação. Depois, com a criação do real, a economia se estabilizou. Já a atual alta já dura um ano”, recorda a assessora.

Ainda assim, conforme a especialista, o setor continua aquecido e com grande destaque na criação de postos de trabalho. Segundo ela, a construção mineira foi a que mais gerou vagas no setor brasileiro em maio, quando 2.317 empregos foram criados. “Imagine se estivéssemos com a estabilidade de preços esperada. O ritmo seria maior e, consequentemente, os postos de trabalho, também”, ressalta.

Em junho, o CUB/m² aumentou 1,35%, o 11º mês consecutivo de elevação. O gasto com material cresceu 2,86% no mês passado. No mesmo período de 2020, a alta foi de 0,70%. De maneira detalhada, diversos insumos apresentaram aumentos expressivos, como é o caso do tubo de ferro galvanizado, cujo preço subiu 13,92%. Só o aço CA-50 10mm aumentou 58,28% no primeiro semestre deste ano. No acumulado de 12 meses, os aumentos são ainda mais significativos: aço CA 50-10mm (132,63%), fio de cobre (124,45%) e tubo de ferro galvanizado (60,33%).

Vale dizer que o CUB/m² é um importante indicador de custos do setor e acompanha a evolução do preço de material de construção, mão de obra, despesa administrativa e aluguel de equipamentos. É calculado e divulgado mensalmente pelo Sinduscon-MG, de acordo com a Lei Federal 4.591/64 e com a norma técnica NBR 12721:2006 da Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT).

Perspectivas

Apesar dos preços, Ieda Vasconcelos destaca que diversos fatores sinalizam um ambiente positivo para o crescimento da construção civil em 2021, como a demanda do mercado imobiliário, que continua reagindo favoravelmente, mesmo diante da pandemia, com as vendas de apartamentos novos crescendo. “O crédito imobiliário continua registrando importantes resultados positivos. As taxas de juros para financiamento imobiliário, apesar das últimas elevações da Selic, continuam em patamares baixos. A economia nacional sinaliza melhor desempenho”, argumenta.

Porém, esse cenário de aumento dos custos acentua a dificuldade enfrentada pelas empresas na elaboração dos seus orçamentos e pode comprometer o ciclo de retomada das atividades do setor. “O aumento do custo com materiais de construção segue registrando recordes. A alta acumulada no primeiro semestre demonstra a falta de previsibilidade para a solução desse problema, que tem provocado o menor ritmo de atividades da construção em todo o país”, alerta a assessora.

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!