COTAÇÃO DE 24/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,3430

VENDA: R$5,3440

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3800

VENDA: R$5,5030

EURO

COMPRA: R$6,2581

VENDA: R$6,2594

OURO NY

U$1.750,87

OURO BM&F (g)

R$301,00 (g)

BOVESPA

-0,69

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia zCapa

Emplacamento de veículos registra crescimento de 49,95% no Estado

COMPARTILHE

Crédito: REUTERS/Roosevelt Cassio

A reabertura de parte das atividades econômicas está contribuindo para a retomada gradual do comércio de veículos novos em Minas Gerais e em Belo Horizonte. Conforme dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), no Estado, em agosto, houve um avanço de 49,94% no emplacamento de veículos quando comparado com julho.

Porém, os efeitos da crise provocada pela pandemia da Covid-19 ainda são sentidos pelo setor. Em relação às vendas do mesmo mês de 2019, a queda registrada é de 35,41%. No acumulado dos oito primeiros meses de 2020, a retração chega a 47,16% frente a igual período do ano passado.

PUBLICIDADE

O levantamento da Fenabrave mostra que, em Minas Gerais, foram emplacados 43.686 veículos em agosto, ante 59.298 vendidos em igual período de 2019. No acumulado do ano, já foram emplacados 280.870 unidades contra 461.572 registrados entre janeiro e agosto de 2019.

Em Belo Horizonte, a situação é bem parecida com a do Estado. De acordo com os dados da Fenabrave, no acumulado do ano, houve queda de 50,78% nos emplacamentos, que atingiram 113.126 unidades nos primeiros oito meses de 2020, enquanto que em idêntico intervalo do ano passado somaram 270.474. Levando-se em conta apenas agosto, quando foram vendidas 32.373 unidades, houve aumento de 71,35% no comparativo com julho, que registrou 11.967 veículos vendidos. Já na relação com agosto de 2019, quando os emplacamentos somaram 32.373, houve queda de 36,66%.

Dentre os segmentos, em Minas Gerais, os de automóveis e comerciais leves apresentaram, na comparação de agosto com julho, um crescimento de 65,28% com a venda de 24.494 unidades no oitavo mês do ano, mostrando uma tendência de recuperação gradual. Já no acumulado de janeiro a agosto, foi verificada queda de 48,38% sobre o mesmo intervalo do ano passado, somando 155.359 unidades frente às 300.986 emplacadas anteriormente. Uma queda de 35,15% foi apurada no confronto com agosto de 2019%.

Já as vendas dos segmentos de caminhões e ônibus apresentaram retração em todas as bases de comparação. No acumulado de 2020 até agosto, o mercado de caminhões e ônibus recuou 21%, somando 1.437 unidades emplacadas ante as 1.819 unidades vendidas em igual período do ano anterior. Em agosto, com a venda de 119 unidades, foi verificada retração de 34,62% quando comparado com julho e de 52,4% frente a agosto de 2019.

Implementos – As vendas de implementos rodoviários somaram 24 unidades em agosto, registrando queda de 14,29% na comparação de agosto com julho e alta de 9,09% frente a agosto de 2019. No acumulado dos primeiros oito meses de 2020, os emplacamentos ficaram 125,5% maiores e somaram 336 unidades, ante as 149 vendidas em igual intervalo de 2019.

A comercialização de motos registrou alta de 12,58% na comparação de agosto com julho e somou 7.471 unidades emplacadas no oitavo mês do ano. Na comparação com agosto anterior, o segmento acumula perdas de 5,18%. De janeiro a agosto foram comercializadas no Estado, 48.430 motos zero, o que representa redução de 20,30% no confronto com o mesmo período de 2019.

No País, crescimento foi de 7,35%

São Paulo – As vendas de veículos novos registraram uma queda de 13,67% em agosto em comparação com o mesmo mês do ano passado no País. Segundo a Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave), foram emplacadas 299,6 mil unidades em agosto. O número representa um crescimento de 7,35% em relação a julho.

No acumulado dos primeiros oito meses do ano, a comercialização de veículos apresentou retração de 31%, com a venda de 1,8 milhão de unidades. No período de janeiro a agosto de 2019, foram 2,6 milhões.

O segmento de automóveis e veículos comerciais leves registra, de janeiro a agosto, uma retração de 35,7%, com o emplacamento de 1,02 milhão de unidades. Em agosto, a queda ficou em 24,7%, em comparação com o mesmo mês de 2019, com a venda de 173,5 mil automóveis.

No setor de caminhões, a redução nas vendas foi menor, 15,7% em agosto na comparação com o mesmo mês do ano passado. Foram vendidas no período 8 mil unidades. Nos oito primeiro meses do ano, as vendas de caminhões totalizaram 55,2 mil unidades, uma queda de 15,6% em relação ao período de janeiro a agosto de 2019.

Os emplacamentos de motocicletas tiveram alta de 8,29% em agosto em relação ao mesmo mês de 2019, com a venda de 96 mil veículos de duas rodas. No acumulado do ano, o setor registra queda de 25% em relação ao período de janeiro a agosto do ano passado, com a comercialização de 531,4 mil unidades.

Demanda reprimida – Para o presidente da Fenabrave, Alarico Assumpção Júnior, a alta nas vendas de motos atende a uma demanda reprimida dos meses em que as montadoras paralisaram a produção. “Com a retomada de parte da produção, pelas montadoras, os volumes de emplacamentos vêm crescendo para atender à demanda reprimida. Contudo, ainda permanecem problemas de produção, pela falta de peças e componentes”, ressaltou.

Sobre os resultados de agosto em relação aos veículos em geral, Assumpção acredita que os números mostram que “o mercado vem retomando patamares mais altos de volume e se ajustando ao novo normal”.

De acordo com o presidente da Fenabrave, as taxas de juros estão atrativas e as pessoas têm comprado carros como forma de se locomover com mais segurança durante a pandemia da Covid-19. “A manutenção da taxa Selic (taxa básica de juros), em níveis baixos, assim como a pandemia, têm estimulado a compra de carros para o transporte individual das pessoas. Além disso, os financiamentos ficaram mais acessíveis”, disse. (ABr)

Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!