COTAÇÃO DE 17/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2820

VENDA: R$5,2820

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3100

VENDA: R$5,4500

EURO

COMPRA: R$6,2293

VENDA: R$6,2322

OURO NY

U$1.754,86

OURO BM&F (g)

R$298,96 (g)

BOVESPA

-2,07

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia zCapa

Estado necessita agregar valor às cadeias setoriais nas exportações

COMPARTILHE

Crédito: Divulgação
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

Mais do que trabalhar a diversificação econômica do Estado, assunto discutido há décadas, é preciso agregar valor às cadeias produtivas dos setores que historicamente ancoram a pauta exportadora mineira.

Para isso, entes públicos nas esferas federal e estadual trabalham em conjunto para expandir os horizontes e colocar Minas Gerais cada vez mais na vanguarda do desenvolvimento e atração de investimentos estrangeiros para o País.

PUBLICIDADE

Este foi o assunto central do webinar Investimentos e Comércio Exterior – Minas Gerais, promovido pela vice-governadoria do Estado, com participação da Agência Brasileira de Exportações e Investimentos (Apex Brasil), Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais (BDMG) e Agência de Promoção de Investimento e Comércio Exterior de Minas Gerais (Indi).

De acordo com o Assessor de Investimentos Internacionais da Vice-Governadoria do Estado de Minas Gerais, Thiago Almeida, a proposta do encontro foi abordar a potencialidade econômica do Estado, bem como as ações das diferentes entidades do governo que atuam no fortalecimento do comércio exterior mineiro, como oportunidades de comércio e investimento realizados recentemente.

“A proposta inicial era mostrar o panorama destes temas. Num segundo momento, daremos continuidade ao debate com a participação de representantes dos mais diversos setores que compõem a cadeia produtiva de Minas Gerais, dando ênfase a questões como a internacionalização de empresas, a importância dos setores tradicionais e dos integrantes da chamada nova economia. Vamos incluir também outras entidades e entes federados”, adiantou.

Sob esta perspectiva, a Apex-Brasil apresentou um estudo inédito sobre as potencialidades econômicas de Minas, nos campos do investimento estrangeiro direto e comércio exterior, concluído em 2019, com panorama completo da economia mineira e seu potencial exportador.

Segundo o gerente de inteligência de mercado da Agência, Igor Celeste, o diagnóstico contribui para o processo de formulação de políticas públicas para o comércio exterior e setor de investimentos no Estado. Além disso, oferece conteúdo relevante para a tomada de decisões das empresas, ao relacionar os principais locais de destino das exportações mineiras, setores de maior potencial para exportação e análise do fluxo de investimento externo.

“Ao analisarmos os dados do comércio exterior de Minas, identificamos como o Estado é extremamente importante para o desenvolvimento internacional do País, ao passo que representa mais de 8,5% do PIB (Produto Interno Bruto) nacional e cerca de 16% do índice do Sudeste”, avaliou.

Commodities – Sobre as especificidades do mercado mineiro, Celeste destacou que cada vez mais a pauta exportadora estadual tem se aproximado da brasileira com ganhos de escala de produtos como carne bovina in natura, soja, e outros produtos agroindustriais. E disse que tanto em termos de destinos quanto de produtos, o Brasil possui uma concentração ainda maior do que a observada em Minas Gerais.

“Juntos, minério de ferro, café e ferro-ligas somam praticamente 50% de tudo o que o Estado vende mundo afora. A participação da soja vem crescendo a uma média de 30% ao ano, e da carne bovina, a 15%, ao ano. Ainda assim, permanece a forte concentração da pauta em commodities e a dependência de preços do mercado internacional”, observou.

Diversificação – Neste sentido, o presidente do Indi, Thiago Toscano, destacou as ações do governo do Estado em busca do fortalecimento de outras áreas que não apenas as tradicionais, como mineração, siderurgia e agronegócio.

Ele citou como potenciais áreas a aeroespacial, eletrônica, tecnologia da informação, ciências da vida (fármacos e medicamentos), todas, segundo ele, de elevado valor agregado, contratantes de mão de obra qualificada e produtoras de itens de menor volume.

“A necessidade da diversificação da economia mineira é debatida há anos. Já temos os caminhos, os setores e as regiões. Não é uma questão política, mas técnica. São áreas ancoradas e alavancadas pelo mundo global, dotadas de logística rápida e que contam agora, no caso de Minas Gerais, com o aeroporto indústria recentemente inaugurado no Aeroporto Internacional de Belo Horizonte”, destacou.

De toda maneira, Toscano chamou atenção para a necessidade complementar do fortalecimento das cadeias produtivas dos setores tradicionais. “Não podemos nos esquecer destes setores. Há a força da mineração e o grande volume de café, por exemplo. Por isso, a necessidade de agregarmos valor a estas cadeias, criando um ambiente propício e atrativo em cada área de atuação”, alertou.

Já a diretora comercial de pessoas e produtos do BDMG, Marcela Amorim Brant, destacou a atuação da instituição financeira na realização de investimentos por parte das empresas, por meio de diferentes linhas de crédito. Ela citou como exemplo o apoio do banco às organizações no combate aos impactos econômicos da pandemia do novo coronavírus (Covid-19).

Entre as ações, a possibilidade de renegociação de dívidas, criação de novas linhas de crédito, redução de taxas de juros, ampliação de prazos e desburocratização na contratação de financiamentos.

“A primeira ação do banco foi a abertura de linhas de crédito com condições especiais para auxiliar empresas do setor de saúde. Depois lançamos condições de financiamento facilitadas para as micro e pequenas empresas (MPEs) da cadeia do turismo. Depois linhas multissetoriais para diversas atividades em todo o Estado. Sempre com o intuito de fazer o melhor por Minas Gerais”, finalizou.

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!