Fed mantém expectativa de altas de juros

14 de julho de 2018 às 0h00

Pequim – O superávit comercial da China com os Estados Unidos (EUA) atingiu um recorde em junho, quando as suas exportações totais cresceram a um ritmo sólido, resultado que pode inflamar ainda mais a disputa comercial com Washington. Mas sinais de que os exportadores apressaram os embarques antes de as tarifas entrarem em vigor na primeira semana de julho sugerem que o aumento no superávit é excepcional, com analistas projetando uma balança comercial menos favorável para a China nos próximos meses, quando as taxas sobre as exportações começarem a pesar. Os dados foram divulgados depois que o governo norte-americano elevou o tom em sua disputa comercial com a China, na terça-feira (10), dizendo que vai adotar tarifas de 10% sobre mais US$ 200 bilhões em importações chinesas, incluindo vários itens de consumo. O superávit comercial da China com os Estados Unidos aumentou para o recorde mensal de US$ 28,97 bilhões em junho, ante US$ 24,58 bilhões em maio, de acordo com cálculos da Reuters baseados em dados oficiais iniciados em 2008. O superávit recorde “não ajudará as relações já azedas e tensões elevadas”, escreveu, em nota, Jonas Short, diretor do escritório de Pequim da Everbright Sun Hung Kai. As exportações totais da China em junho aumentaram 11,3% sobre o ano anterior, informou a Administração Geral de Alfândega, superando a expectativa de alta de 10% em pesquisa da Reuters com 39 analistas. O Ministério do Comércio da China confirmou, no mês passado, que os exportadores chineses estavam acelerando as vendas para os EUA para se anteciparem às tarifas esperadas. As importações cresceram 14,1% em junho, contra expectativa de alta de 20,8% e ante aumento de 26% em maio.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Conteúdo Relacionado

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail