COTAÇÃO DE 17/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2820

VENDA: R$5,2820

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3100

VENDA: R$5,4500

EURO

COMPRA: R$6,2293

VENDA: R$6,2322

OURO NY

U$1.754,86

OURO BM&F (g)

R$298,96 (g)

BOVESPA

-2,07

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia exclusivo zCapa
Crédito: Leo Drumond/Nitro
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

Com recordes em Valor Geral de Vendas (VGV) de lançamentos e em unidades produzidas no decorrer do ano passado, a construtora e incorporadora MRV Engenharia Participações S/A, sediada em Belo Horizonte, apurou resultados financeiros semelhantes aos de 2018.

O lucro líquido, por exemplo, chegou a R$ 690 milhões em 2019, mesmo patamar obtido um ano antes. Já a receita operacional líquida passou de R$ 5,419 bilhões para R$ 6,056 bilhões, alta de 11,7% entre os exercícios.

PUBLICIDADE

Os dados constam do balanço financeiro da construtora e de acordo com o diretor executivo de Finanças e Relações com Investidores, Ricardo Paixão, refletem o ano desafiador que foi 2019 para o setor da construção civil.

“O ano começou com mudanças nos subsídios ao financiamento habitacional e a Caixa Econômica Federal mais restritiva na concessão de créditos. Estes e outros fatores externos deixaram o cenário um pouco mais complexo, mas, ainda assim, conseguimos performar bem. Podemos dizer que 2019 não foi um exercício fantástico, mas foi um ano bom”, resumiu.

Sobre os números históricos, Paixão destacou o melhor resultado operacional da história da companhia, com recorde de lançamentos de R$ 6,901 bilhões em VGV, aumento de 7,4% sobre os R$ 6,424 bilhões de 2018. A produção, por sua vez, chegou a 39.660 unidades, 7,3% a mais que as 36.977 produzidas um ano antes.

“Na verdade, há alguns anos temos registrado uma série de números históricos e consistentes, o que indica que a companhia tem conseguido uma recorrência de resultados positivos, mesmo durante o período ruim da economia, nos exercícios mais recentes. O que nos permitiu essa performance foi justamente nossa estratégia de atuação”, explicou.

E para dar continuidade à trajetória de crescimento, a MRV segue apostando no fortalecimento de seu portfólio e na diversificação de funding, ficando cada vez menos dependente dos produtos já ofertados. Segundo o diretor, isso deverá impulsionar ainda mais os negócios da companhia – assim como as condições conjunturais favoráveis, especialmente as baixas taxas de juros.

“Nosso portfólio está bastante abrangente e vamos fortalecê-lo ainda mais, com o lançamento de mais unidades nos novos segmentos sem deixar de lado nosso core business, que está no mercado de baixa renda”, revelou.

Ele se referiu à linha Premium, direcionada à parcela do mercado imediatamente acima do programa “Minha casa, minha vida”; à Luggo, que oferece empreendimentos projetados e desenvolvidos para o mercado de aluguel e, posteriormente, para vendas a um Fundo de Investimento Imobiliário (FII); e à linha Essencial, que busca atender ao público com renda entre R$ 2 mil e R$ 2,8 mil.

Balanço – Ainda conforme o balanço financeiro, a forte produção registrada pela MRV em 2019 (crescimento de 7,3% frente a 2018), aliada a um aumento de 3,4% no comparativo anual das vendas, permitiram uma expansão de 11,7% na Receita Operacional Líquida da companhia, no comparativo entre os exercícios.

“Ao todo foram produzidas 39.660 unidades no ano, enquanto os repasses no ano somaram 33.539 unidades, resultando em um descasamento de 6.421 unidades e em um aumento temporário do estoque, o que se mostrou um fator relevante na queima de caixa registrada. A companhia tem confiança no aumento das vendas no ano de 2020, razão pela qual o ritmo de produção não foi reduzido”, disse no documento enviado ao mercado.

Por fim, a construtora destacou que o último exercício foi encerrado com o menor volume de distratos dos últimos anos, registrando apenas R$ 489 milhões em 2019, o que equivale a uma redução de 50,6% em relação ao ano anterior. Em 2019, as vendas líquidas registraram um aumento de 3,4% no comparativo com 2018, totalizando R$ 5,4 bilhões.

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!