COTAÇÃO DE 17/09/2021

DÓLAR COMERCIAL

COMPRA: R$5,2820

VENDA: R$5,2820

DÓLAR TURISMO

COMPRA: R$5,3100

VENDA: R$5,4500

EURO

COMPRA: R$6,2293

VENDA: R$6,2322

OURO NY

U$1.754,86

OURO BM&F (g)

R$298,96 (g)

BOVESPA

-2,07

POUPANÇA

0,3012%

OFERECIMENTO

INFORMAÇÕES DO DOLAR

Economia zCapa
O projeto do Rodoanel Metropolitano pode desafogar o Anel Rodoviário da Capital | Crédito: CHARLES SILVA DUARTE / ARQUIVO DC
Ao comentar você concorda com os Termos de Uso. Os comentários não representam a opinião do portal Diário do Comércio. A responsabilidade sob qualquer informação divulgada é do autor da mensagem.

COMPARTILHE

Em 2020, a Secretaria de Estado de Infraestrutura e Mobilidade (Seinfra) dedicou-se ao desenvolvimento de importantes projetos, que serão implantados a partir do próximo ano. Entre os destaques citados pelo secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade, Fernando Marcato, durante balanço anual da Pasta, dentro do Programa de Concessões, estão o Rodoanel Metropolitano de Belo Horizonte, o Mineirinho, o Aeroporto da Pampulha e o Terminal Rodoviário de Belo Horizonte.

“Após Minas ficar parada durante muito tempo no seu programa de concessões, ao longo dos últimos dois anos, mas mais especificamente deste ano, tivemos a estruturação dos projetos. As ações também foram atrapalhadas pela Covid-19, mas isso não impediu que prosseguíssemos com os estudos. Já estamos colhendo os primeiros frutos, uma vez que o primeiro edital já foi publicado e em fevereiro teremos a abertura das propostas do primeiro parque a ser concedido”, explicou.

PUBLICIDADE

Mas como não podia deixar de ser, o grande destaque da apresentação ficou por conta do projeto do Rodoanel Metropolitano, cujo investimento inicial projetado é de R$ 6 bilhões, em uma obra que beneficiará diretamente dez municípios que, juntos, representam 30% do Produto Interno Bruto (PIB) mineiro.

A ideia, conforme já publicado pelo DIÁRIO DO COMÉRCIO, é desafogar o Anel Rodoviário e transferir todo o tráfego de cargas para a nova rodovia, que terá mais de 100 quilômetros de extensão.

“Já está em fase bastante adiantada de finalização. Bateremos o martelo dos estudos na semana que vem e iniciaremos as consultas públicas entre janeiro e fevereiro de 2021. Além disso, estamos em contato com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) para nos ajudar na estruturação financeira”, explicou.

Em relação ao Programa de Concessões Rodoviárias, Marcato citou que pretende passar à iniciativa privada 3,2 mil quilômetros de rodovias mineiras. Para este projeto são estimados R$ 7 bilhões de investimentos e a geração de 30 mil empregos diretos. A Seinfra prevê o lançamento da consulta pública de todos os seis lotes em 2021 e a licitação dos lotes 1 e 2 — Triângulo Mineiro e Pouso Alegre-Itajubá — em novembro de 2021.

Pampulha – Além disso, o secretário de Estado de Infraestrutura e Mobilidade disse que a atual gestão pretende que Belo Horizonte se torne uma referência nacional e internacional em negócios e entretenimento a partir da região da Pampulha, com as concessões do aeroporto e do Mineirinho. Segundo ele, em novembro, foram concluídos os estudos do Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI) para a concessão do Aeroporto Carlos Drumond de Andrade, mais conhecido como Aeroporto da Pampulha.

“O edital foi lançado em julho e as consultas públicas terão início em fevereiro de 2021. O projeto vai muito além de uma concessão de aeroporto. Envolve um projeto imobiliário bastante agressivo, que transformará Belo Horizonte como referência nacional e internacional de negócios e entretenimento. E acima de tudo vai se tornar o maior aeroporto de aviação executiva dedicada do País”, ressaltou.

E de maneira complementar, de acordo com Marcato, o plano para o Mineirinho é transformá-lo em um centro de entretenimento e gastronomia, em formato de arena, aproveitando a proximidade com o Aeroporto da Pampulha e a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), e cuja concessão deverá ocorrer no ano que vem.

NEWSLETTER

Fique por dentro de tudo que acontece no cenário economico do Estado

OUTROS CONTEÚDOS

PRODUZIDO EM

MINAS GERAIS

COMPARTILHE

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no telegram

Comunicar erro

Identificou algo e gostaria de compartilhar com a nossa equipe?
Utilize o formulário abaixo!