Segmento em franca expansão

15 de agosto de 2018 às 0h00

São Paulo – Existem hoje 239 comercializadoras ativas, segundo a Câmara de Comercialização de Energia Elétrica (CCEE), além de 36 com processo de registro iniciado. No fim de 2017 eram 219. A liquidez das operações do mercado livre cresceu cerca de 70% desde 2015, quando uma disparada na tarifa das distribuidoras aumentou o interesse de consumidores e comercializadoras pelo segmento. A expansão das comercializadoras, no entanto, não está restrita a novos setores. As empresas também têm investido em novas iniciativas em seu próprio segmento, incluindo no exterior. A Ecom, por exemplo, passará a operar com ‘trading de energia no Chile após inaugurar sua usina. A empresa também já mira outros mercados. “Além do Chile, a gente olha outros países, como Peru, Colômbia, Argentina. Ano que vem, vamos nos aprofundar mais nesses mercados… pode acontecer de já em 2019 abrirmos operação”, afirmou Concato. Lançamento – Já a Comerc Energia lançou na semana passada uma nova comercializadora no País, a NewCom, que vai aproveitar a estrutura física já existente da Comerc para ampliar operações com energia. Ela será comandada pelo ex-presidente da unidade de comercialização da CPFL Energia, Daniel Marrocos. Segundo o presidente da Comerc, a NewCom ajudará a reduzir riscos na comercialização e ainda possibilitará a busca por oportunidades com graus diferenciados de risco em relação às operações da empresa-mãe.

Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

Siga-nos nas redes sociais

Comentários

    Receba novidades no seu e-mail

    Ao preencher e enviar o formulário, você concorda com a nossa Política de Privacidade e Termos de Uso.

    Conteúdo Relacionado

    Facebook LinkedIn Twitter YouTube Instagram Telegram

    Siga-nos nas redes sociais

    Fique por dentro!
    Cadastre-se e receba os nossos principais conteúdos por e-mail